Publicado por: Blog do Trio | 15/08/2011

Greve geral de jogadores no futebol espanhol

O campeonato nacional de futebol, La Liga, da atual campeã da Copa do Mundo está em greve.

Nesta quinta-feira, a Associação dos Jogadores Espanhóis –AFE (www.afe-futbol.com) anunciou a paralisação nas duas primeiras rodadas do Campeonato Espanhol, previstas para os dias 20 e 21 e 27 e 28 de agosto, em protesto contra a assinatura de um contrato que, dizem os atletas, é prejudicial para a categoria. Trata-se de um fato incomum, um movimento de união dos atletas de uma modalidade esportiva que se caracteriza, historicamente, pela desunião dos jogadores.

A decisão de não entrar em campo foi anunciada por Luis Manuel Rubiales, presidente da AFE. “Basta já. Tomamos a decisão firme, unânime e responsável de convocar greve para as duas primeiras rodadas. O Espanhol não começará até que seja firmado um novo convênio coletivo”, afirmou Rubiales. “Os jogadores não querem mais dinheiro, querem que os contratos sejam cumpridos”, acrescentou.

As reclamações dos jogadores são direcionadas à convenção coletiva que foi assinada no dia 03 de agosto pela Liga de Futebol Profissional (LFP), que congrega os clubes da primeira e da segunda divisões da Espanha. O acordo, que foi negociado entre a LFP e AFE, consiste em uma garantia de pagamento de salários atrasados e não pagos.

Segundo Rubiales, no entanto, todas as reivindicações dos jogadores foram deixadas de lado e o documento assinado é “unilateral”. Para ele, os valores previstos são insuficientes “para cobrir as dívidas deste ano e as que sejam geradas depois”. O dirigente do Sindicato afirmou que a Liga Espanhola deve copiar o que ocorre na Alemanha, na Holanda e na Inglaterra e criar medidas preventivas para evitar que os jogadores fiquem sem salários.

Na entrevista coletiva em que anunciou a greve, Rubiales foi acompanhado por alguns dos principais nomes do futebol espanhol. Entre eles estão o vice-presidente da AFE, o goleiro Iker Casillas, e Xabi Alonso, do Real Madrid e o zagueiro Puyol, capitão do Barcelona,

Segundo Casillas, “Rubiales falou em nome de todos e nós vamos apoiá-lo até a morte”! “Posso dizer e assegurar que não vamos jogar”. Agora, é ver pra creer.

guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

Anúncios

Responses

  1. Guilherme,
    louvável a atitudos do sindicato espanhol, e mais louvável ainda a atitude de jogadores, que na teoria, nem precisa de muitas garantias para receber em dia, a lei tem ser para todos, essa é sua finalidade.
    Mas vale ressaltar também a mudança de postura da categoria, como você bem disse quase que inédito no mundo. Mas também destaco outra visão, derrepente, depois de um ato desses, o povo começa a abrir os olhos para os salarios milhonários e totalmente fora do contexto da economia mundial que hoje é pago aos jogadores de futebol.

    BLOG DO CLEBER SOARES


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: