Publicado por: Blog do Trio | 28/07/2011

Figueirense 0 x 1 Palmeiras

 

Nação Palestrina,

 O jogo do nosso Palmeiras, mais uma vez, valeu apenas pelos pontos conquistados.

 Nossa atuação, o que tem sido uma constante nos últimos campeonatos, foi medíocre.

 Pelo elenco que tem, do qual vários jogadores – Marcos, Deola, Marcos Assunção, Valdívia, Kleber e Maicon Leite – seriam titulares em qualquer dos grandes clubes brasileiros, o Palmeiras já deveria estar mostrando um futebol mais consistente e convincente.

Oscilamos entre atuações regulares e medíocres – exceção feita ao jogo contra o Santos – o que nos deixa extremamente preocupados em relação ao futuro e às nossas reais possibilidades de êxito nas competições que serão disputadas até o final do ano.

 Após o primeiro lance do jogo em que Kléber teve uma ótima chance de abrir o placar, o Palmeiras não conseguiu criar mais nenhuma real chance de gol sendo salvo, novamente, pela famosa jogada de bola parada, muito embora tenha contado no lance que originou nosso único gol com uma falha gritante do goleiro adversário.

 Transcorrido cerca de um quarto do campeonato sem que nosso Palmeiras tenha conseguido apresentar, de forma constante, um bom nível de atuações, começamos a temer pelo futuro da equipe quando a estória dos últimos anos começa a nos rondar, uma vez que apenas duas rodadas sem pontuação poderá implicar significativa queda na tabela.

 Nesse panorama pouco alentador duas situações nos deixam apreensivos.

 A primeira delas diz respeito à real situação do Valdívia que, recontratado há mais de ano para ser o grande nome do Palmeiras, até o presente momento não mostrou futebol que o credenciasse a tal.

 Eternamente contundido e fora de forma, a despeito de receber salários fora da realidade do clube, o Mago não dá sinais de que voltará a ser aquele jogador de outrora.

 Outro aspecto a nos preocupar é a falta de regularidade apresentada pela equipe o que nos faz supor que existam outras razões, não conhecidas,  que justifiquem tal instabilidade.

 Passado um ano da contratação de Felipão e, segundo consta, com os salários colocados em dia, o que, no passado causou grandes problemas, além das contratações realizadas, nada há que justificasse tal situação.

Serve como alento o fato de ninguém no Brasil conseguir também ter um padrão de jogo.

 Some-se a isso o fato de que Felipão, sempre que a situação exige, sai em defesa tanto do elenco como um todo como de determinado jogador, o que somente vem fortalecer o grupo e serviria para uni-lo em torno de si.

 Assim, preocupado, a despeito de ocuparmos a quarta colocação na tabela – que não é má – continuamos no aguardo de que nossas futuras atuações possam acenar com um desempenho mais promissor no campeonato que passa, necessariamente, pela classificação para a Libertadores da América, a fim de que num futuro próximo possamos voltar a sonhar com vôos mais altos.

 

guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

http://twitter.com/guirmmendes

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: