Publicado por: Blog do Trio | 14/07/2011

Página Virada

Crédito: Miguel Schincariol/Lancepress

 

Nação Palestrina,

A imprensa marrom e, em parte, nossa inabilidade têm criado uma verdadeira fábrica de “crises” no nosso time.

Isso porque estamos no G-4 e com um desempenho invejável no Campeonato.

O mais recente episódio envolvendo o nosso Vice-Presidente, Roberto Frizzo, e o atacante Kléber mostrou como são os meandros do futebol e suas informações.

Frizzo, ontem, em entrevista à rádio 97 FM mostrou toda a sua habilidade como dirigente, esbanjando o equilíbrio e comedimento que por vezes fizeram falta em momentos críticos.

Não tenho dúvidas de que Kléber saiu muito prejudicado deste embate e terá que demonstrar em campo, com mais e mais garra, o amor jurado em prosa e verso ao Palmeiras.

Isso sem falar nas declarações grosseiras em ataque a Frizzo.

Goste ele ou não, o clube tem um corpo diretivo eleito pelos conselheiros e que é responsável por suas atitudes.

É inadmissível uma postura deseducada contra alguém que está lá representando toda a coletividade palmeirense.

Não se ataca o homem, mas sim a instituição.

Nesse sentido, tenho certeza de que o Palmeiras saiu fortalecido desse entreveiro.

Lamentável foi a postura do Flamengo que não demonstrou oficialmente o seu interesse pelo atleta, bem como faria para alcançar esse objetivo.

Pede-se profissionalismo e ética, mas o que mais vemos no futebol é amadorismo e deslealdade.

Ciente do bom momento que passamos, Frizzo tratou de minimizar a “briga” com o atacante.

Tem certos momentos em que é melhor recuar para avançar depois.

Que esse seja apenas mais um capítulo desagradável de uma novela que termine com um final feliz, ou seja, o título de 2011.

Guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

http;//twitter.com/guirmmendes

Anúncios

Responses

  1. E palmerense,não tem amor que resista a uma boa proposta salarial.

  2. Faltou um gancho pro Kleber né… está se achando o gás da coca-cola e não recebeu nenhum puxão de orelha por tudo que falou.

    Ao meu ver o Palmeiras rebaixa a própria importância como instituição ao tentar manter o Kleber a qualquer custo e ao aceitar os disparates desse jogador fora de campo.

    Eu não faria questão de manter um jogador assim no clube. Se ele tem toda essa desenvoltura pra falar mal da diretoria, pode criar um clima ruim com o elenco a qualquer momento.

    Por isso digo: o Palmeiras não deve precisar do Kleber, é o Kleber que deve precisar do Palmeiras.

    E sinceramente, o Kleber não é tudo isso que falam. Alguém precisa avisar o Felipão que o melhor atacante do Brasil se chama Liédson. Aliás, tá ai uma boa pauta pro próximo podcast: Liédson ou Kleber?

  3. Guilhermão, desculpa o comentário cara mas to achando q o kléber é o Felipe de vcs hein… q fase com mercenários, o tal do Martunuccio também cresceu os olhos com a proposta da Itália…
    Lamentável…
    vc q frequenta o Juventus, tá sabendo de alguma proposta pelo Tévez? kkkkkkkk
    abraços


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: