Publicado por: Blog do Trio | 12/07/2011

Será que agora ele vem?

Nação Corinthiana,

Uma notícia divulgada nesta segunda-feira deixou a Fiel Torcida – e o mundo do futebol como um todo – em polvorosa!

O argentino Carlitos Tevez pode voltar a vestir a camisa do Timão! O clube negocia o retorno do jogador, que já deixou claro ao Manchester City que não pretende voltar à Inglaterra.

A notícia vinha sendo tratada como rumor até que, em entrevista ao repórter Bruno Côrtes, do canal a cabo SporTV, Tevez afirmou que “se me querem, eu vou“. Foi o suficiente levar a hashtag #voltacarlitos aos Trending Topics mundiais do Twitter.

Se a negociação será concretizada, é difícil saber neste momento. Até porque as informações, que ainda são confusas, dão conta de que o Corinthians se dispõe a pagar a absurda quantia de R$ 93 milhões para ter seu ex-camisa 10.

Isso sem falar na participação de Kia Joorabchian no negócio. Para quem não se lembra, Kia foi o principal representante da MSI, ex-parceira do clube que deixou muitas dívidas e foi uma das responsáveis pela crise que culminou no rebaixamento do Corinthians em 2007.

De qualquer modo, vamos aguardar com ansiedade o desenrolar dos próximos capítulos desta novela. E, por enquanto, sonhar com o retorno deste grande ídolo ao Parque São Jorge, que certamente será recebido novamente de braços abertos.

fabiosallum.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/FabioSallum

http://www.formspring.me/FabioSallum

 

Anúncios

Responses

  1. Fábio,
    contrariando com certeza a grande massa corintiana eu não acho viável tal negócio, é muito dinheiro, com essa grana toda da pra fazer muita coisa melhor que investir em só jogador, coisa alias que os clubes brasileiros vem adorando fazer, pena que essa conta no final nunca bate. E ainda tem o Kia no meio disso tudo…..

    BLOG DO CLEBER SOARES
    http://www.clebersoares.blogspot.com

  2. Fábio,
    contrariando com certeza a grande massa corintiana eu não acho viável tal negócio, é muito dinheiro, com essa grana toda da pra fazer muita coisa melhor que investir em só jogador, coisa alias que os clubes brasileiros vem adorando fazer, pena que essa conta no final nunca bate. E ainda tem o Kia no meio disso tudo…..

    BLOG DO CLEBER SOARES

    Fábio Sallum: Também acho que é muito dinheiro, Cleber.

    Vamos ver como as coisas se desenrolam.

    Abraços!

  3. Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay…

    abraços
    Vai Corinthians!!!!!!

    Fábio Sallum: O negócio é esperar para ver se Carlitos realmente volta, Wagnão!

    Abraços!


    Wagnão,

    O Seedorf tb era uma bruxa?!?!?

    Abs,
    Aurélio

  4. é meu velho, agora vai….

    http://pt.fifa.com/worldcup/news/newsid=1474434/index.html

    se num sair agora, pode esquecer… coitado dos juquinhas…
    abraços

    Fábio Sallum: Agora sai, Wagnão!

    Em breve sai a confirmação de Itaquera como sede!

    Abraços

  5. Aurélião, de acordo com o Birner (HA HA HA), ele quase foi pro Morumbi… acho q é mais fácil acreditar em bruxas mesmo….
    abraços

    São Paulo ficou muito próximo de contratar Seedorf
    De Vitor Birner

    A direção corintiana estava muito otimista sobre a possibilidade do holandês jogar no clube.

    Até o contrato foi enviado ao atleta um dia antes dele renovar com o Milan.

    O São Paulo negociou em silêncio.

    Deixou tudo muito bem encaminhado, pediu sigilo ao atleta, e esperou a decisão sobre a permanência em Milão.

    Seedorf escutou um jogador amigo ( a fonte não quis me dizer qual, mas parece óbvio) e as conversas com o interlocutor fizeram a diferença.

    Bateu nas duas traves a chegada do milanstia ao Morumbi.

    Fábio Sallum: Resumo da ópera: o São Paulo fez a proposta e o atleta disse não.

    O resto é blablabá, como sempre.

    Abraços!

  6. Postagem do Rica Perrone, exemplar por sua lucidez e pela ausência de ranços clubísticos:

    http://www.ricaperrone.com.br/2011/07/10648/

    Tevez, o troféu

    Eu não consigo entender essa mania nacional de ver sempre o lado ruim das coisas antes de tudo. Não entendo o auto-menosprezo que o brasileiro tanto insiste em carregar, mas… me acostumei com ele, digamos.

    A “bomba” é que o Corinthians oferece 40 milhões de euros para ter Tevez de volta. O que imediatamente gera a reação padrão: “Que loucura!”. Quer saber? Eu acho sensacional!

    Nós exaltamos o estilo europeu de administração. Quando falam que eles devem milhões, ignoramos a notícia. Quando um brasileiro deve, batemos na tecla por meses.

    Nós achamos o máximo o “poder economico” dos caras. E lamentamos sempre por sermos os coitadinhos que “não tem como competir”.

    Nós babamos ovo pros caras até no que eles não merecem. E quando um time brasileiro sai da série B, arruma grana pra ter Tevez por valores europeus a gente vai reagir com críticas?

    Que diabos nós queremos, afinal?

    Andres, que é odiado e adorado como todo cidadão que tem opinião forte e cargo importante neste país, está dando AULA de gerenciamento de marca pra todos os clubes daqui.

    O primeiro presidente a ver que ninguém na Europa trata contratação como gasto, mas sim como investimento. O primeiro a meter a mala e colocar um Ronaldo em campo ganhando uma fábula.

    Aí vem o entendido e diz: “E ganhou o que?!”.

    Eu tenho pena de quem acha que futebol se resume a ganhar ou perder, sério.

    Um presidente de clube precisa entender que fazendo sua marca ser discutida o ano todo pode valer mais do que ser campeão em dezembro. O futebol tem 12 meses por ano, e a mídia fala do campeão apenas 1 mes. O resto ela fala de quem dá pauta. Ronaldo é uma pauta diária ambulante.

    Tevez será.

    E isso será, uma hora ou outra, refletida em valores. Pois assim funciona no mundo todo, em todos os ramos, assim funcionará no futebol.

    O Brasil vive um momento bom na sua economia. Cresce a cada dia, tem ótimos indícios de uma nova era.

    Perfeito? Longe disso. Mas andando na direção certa.

    E os frutos disso também vão aparecer no futebol. É natural.

    Um clube brasileiro valia 23 milhões pra TV em 2008 e mais 22 de patrocinio de material e camisa. Suas principais receitas somavam 50 milhões num ano.

    Hoje, 3 anos depois, este mesmo clube vende os patrocinios por 50 e a TV por 110. São 160 milhões.

    Segura essa, eu sei que vai doer no estômago dos azedos: O futebol brasileiro cresce horrores ano a ano!

    Doeu? Olha em volta.

    Na América do Sul estão TODOS quebrados, falidos, sem grana pra comprar nada e nem manter jogador regular. E nós, destoando, sem ter um continente forte pra ajudar o mercado, estamos triplicando nossas receitas e investimentos.

    Tudo isso, note, com dirigentes amadores.

    Imagine se fosse sério isso aqui?

    Tevez no Corinthians não é loucura. É evidência de sucesso e crescimento.

    Veja o que é o futebol…

    Há 4 anos você acharia um absurdo contratar um jogador de 20 milhões de reais parcelado em 4 vezes de 5 milhões sendo que ele é um astro?

    Então. Este valor representava 20% da receita de TV do clube. Mesmo % que o Tevez custará ao Corinthians tirando da mesma fonte de receita.

    Não é loucura. É crescimento!

    O Flu, investindo alto, teve retorno em campo e agora fora dele.

    O Fla, idem, hoje tem um time galático, sem patrocinador, e com salários em dia. Ah, e falando em buscar atacante por mais de 10 milhões.

    O Corinthians de Ronaldo e R. Carlos hoje tem Adriano, Sheik, Alex…

    O São Paulo de Lucas e Luis Fabiano busca um meia de alto padrão.

    O Palmeiras tem 3 caras no elenco ganhando mais de 500 paus.

    O Inter tem um time que dispensa comentários.

    O Santos segura Neymar, Ganso e ainda vai buscar Elano e Robinho…

    Aí o azedo dirá: “Mas isso é com investidor, traffic, DIS, etc…”

    E na europa é com o que, cara-palida? E uma empresa faz investimentos atráves do que, infeliz?

    O futebol brasileiro está forte! Mesmo mal administrado e cheio de pessimismo, ele cresce enquanto todos afundam.

    E o Tevez, por 40 paus, seria um troféu delicioso de colocar na prateleira.

    Boa sorte ao Corinthians nessa. Porque se ele vencer, vencem todos.

    Fábio Sallum: É uma boa análise!

    Vamos torcer para que seja realmente verdade.

    Abraços!

  7. Realmente, 93 milhões é dinheiro pra caramba.

    Mas se o Rosenberg acredita que o Tevez renderá mais que isso em 4 anos de contrato, porque não fazer?

    Existe outro jogador que tenha mais apelo de marketing pro maior mercado consumidor de futebol do Brasil: os corintianos?

    Sinceramente, ainda não cheguei a uma conclusão, se acho uma boa ou não. Sobre o envolvimento do Kia: será que o fato dele ser, nesse caso, apenas empresário do atleta, configura algum tipo de relação que possa remeter aos pesadelos de 5 anos atrás?

    De uma coisa tenho certeza: se o Corinthians pretende ser verdadeiramente reconhecido como um dos maiores clubes do mundo, precisa bater de frente com a realidade dos times da Europa.

    Mudando de assunto Fábio, a pouco postei um comentário em outro post do Guilherme e falei sobre o “endeusamento” ao Kleber. Falei que acho, no mínimo, um erro de julgamento do Felipão ficar anunciando aos 4 ventos que acha o Kleber o melhor atacante do Brasil. Acho que o Kleber não joga 50% do que o Liédson joga. Qual a sua opinião sobre isso?

    Fábio Sallum: Blefe, a questão do Tevez – que parece já ter ido para o vinagre – tem seus prós e contras.

    O principal contra é a questão da quantia a ser empregada. R$ 93 milhões é muita grana e vai comprometer bastante as finanças do clube.

    É o tipo da loucura que não será responsabilidade do Andrés, pois será administrada pelo próximo presidente. É uma questão complicada.

    Obviamente, Tevez seria um sucesso de marketing. Mas, principalmente, seria rei com a bola nos pés.

    Honestamente, gostaria de vê-lo colocando o Neymar no bolso.

    Quanto ao Kia, o Andrés tem a obrigação de cobrá-lo pelo que a MSI deve ao Corinthians. A dívida é superior a R$ 60 milhões.

    Acho que poderíamos fazer assim: o Kia paga o valor referente a dívida e o Corinthians paga o resto.

    Bem melhor, não?

    Sobre o Kléber, concordo integralmente com você.

    Fizeram dele um ídolo – assim como o Valdívia – exclusivamente pela conquista do Paulistinha de 2008.

    Vi sua sugestão ao Guilherme e vamos discutir isso no próximo Podcast do Trio!

    Liedson é decisivo, ponderado, experiente e profissional. O Kléber, não.

    Basta comparar as carreiras dos dois.

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: