Publicado por: Blog do Trio | 11/07/2011

Como nos velhos tempos

 

PALMEIRAS 3 X 0 SANTOS

 

Nação Palestrina,

A exibição do Verdão contra o Santos – que é o time da moda – fez-nos lembrar os antigos duelos mantidos com o time da Vila.

 Palmeiras e Santos nos áureos tempos do futebol brasileiro – décadas de 50, 60 e 70- sempre travaram memoráveis confrontos cujos resultados eram imprevisíveis.

 Inúmeras foram as oportunidades em que um dos times não vivia um bom momento – caso específico do Palmeiras que há tempos não consegue  manter uma sequência de jogos sem grandes alternâncias – e que no confronto direto entre ambos acabava por superar seu adversário.

 Obviamente, que não queremos comparar o nível dos atuais times – tanto do Palmeiras e do Santos – quanto do futebol brasileiro em geral, com aquele das citadas décadas de ouro.

 Fazemos a comparação apenas no que concerne ao momento diverso que Palmeiras e Santos vivem no cenário futebolístico  brasileiro.

 Antes do início da partida e após o fraquíssimo desempenho do Palmeiras frente ao América Mineiro ninguém, em sã consciência,  apostaria numa vitória do Palmeiras tão tranqüila e  contundente.

Não se diga que o Santos estava com um time desfalcado, uma vez que o Palmeiras também não contou com Valdívia, Kléber e Thiago Heleno.

 Felipão, ao contrário do que ocorreu nos jogos contra Ceará e América Mineiro, acertou em cheio na escalação do time, tendo sacado da equipe titular os ineficientes Lincoln e W.Paulista, promovendo a entrada de Dinei e de Patrick.

 Correta, também, a escalação de Leandro Amaro no lugar de Thiago Heleno. Muito embora esteja longe de ser um zagueiro de qualidade, ao menos foram evitadas improvisações – caso específico de Chico – que não maioria das vezes são frustrantes.

Quanto ao jogo propriamente dito, a atuação de Maikon Leite somente veio comprovar o acerto de sua contratação.

 Temos a impressão de que se Patrick tiver uma sequência de jogos na sua posição de origem – meia – poderá continuar evoluindo e, então, saberemos se terá condições ou não, de ser titular.

 Finalizado, não poderíamos deixar de nos manifestar sobre o assunto da semana: Kléber ! Dizer que Kléber é um dos  melhores atacantes do futebol  brasileiro e que é fundamental no atual momento do Palmeiras é chover no molhado.  

No entanto, precisamos entender que um erro não justifica outro! Se Lincoln e Valdívia possuem salário superior àqueles pagos a Kléber o que, no nosso entender , é injustificável tanto pela qualidade técnica de ambos, quanto pelo baixíssimo retorno que têm dado ao clube, tal fato, por si só, não justificaria a postura adotada pelo Gladiador.

 Afinal, Kléber tem um contrato em plena vigência e, ao que consta, ultimamente vem recebendo em dia.Um clube não pode conceder aumento a seus jogadores, sob pressão, a cada suposta proposta recebida de outra agremiação, sob pena de comprometer seu orçamento que, no caso do Palmeiras, já se encontra combalido há décadas.

Esperamos, apenas, que mais este episódio seja resolvido da melhor maneira possível, e o mais brevemente possível, de modo a não afetar o tênue equilíbrio encontrado por  nossa equipe.

Que essa seja mais uma tempestade de verão!

 

guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

http://twitter.com/guirmmendes

Anúncios

Responses

  1. Pow, Nao vai mais ter podcast???

  2. Só mesmo essas vagas lembranças pra t lembrar q um dia o palmeiras foi um time gde!!!!!

    Acaboooooou!! O porco acabooooou!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: