Publicado por: Blog do Trio | 22/06/2011

Cuidado, muito cuidado!

Crédito: Gabriel Uchida - Foto Torcida

Amigos do Trio,

Hoje temos a final da melhor competição de futebol do mundo: A Libertadores!

Santos e Peñarol se enfrentam no Pacaembú.

Nada mais, nada menos, que 7 títulos em jogo. 5 dos Uruguaios, 2 dos Brasileiros.

No primeiro jogo, na bela Montevidéu, empate sem gols.

Quem ganhar, leva o caneco. Empate o jogo vai para prorrogação e penalidades.

Indiscutível que o Santos é favorito. Tem muito mais time que o Peñarol. Tem hoje um dos melhores jogadores do mundo – Neymar, além de contar com a volta do igualmente genial Ganso. Se em campo o time é fantástico, no banco um maestro a altura: Muricy Ramalho.

Assim, o oba-oba é inevitável. O favoritismo, depois do empate no Uruguai é latente.

Mas cuidado meus amigos Santistas.

Do outro lado está uma equipe Uruguaia. O que lhes falta em técnica, sobra em raça, determinação, vontade de ganhar.

O Peñarol chegou à final sempre se classificando fora de casa.

Exemplo maior foi o duelo com o Inter, equipe igualmente fortíssima.

Primeiro jogo, 1×1 em casa. Segundo jogo em Porto Alegre, o Inter marca 1×0. E o Peñarol vira para 2×1.

Depois ainda vieram classificações em Santiago e Buenos Aires, contra Univ. Católica e Velez, respectivamente. Times que no aspécto técnico, eram igualmente superiores a los carboneros.

Assim, eu não colocaria o jogo de hoje como aquele que “é impossível do Santos perder”, como já ouvi de várias pessoas.

Não tenham dúvida que, caso o Santos não abra logo o marcador, aquele Pacaembú lotado poderá se voltar contra o time.

Sim, diferente de Argentina e Uruguai, por aqui não é a torcida quem leva o time. Mas sim o time que leva a torcida.

Ademais, lembrem do exemplo do Cruzeiro em 2009. Empatou na Argentina igualmente por 0x0. E perdeu feio para o Estudiantes, no Mineirão.

Além de tudo isso, há também o fator histórico. O Peñarol venceu suas 5 Libertadores fora de casa.

Portanto, não me surpreenderá em nada se tivermos uma festa carbonera hoje no Pacaembú!

Aurélio Camargo

aurelio.camargo@blogdotrio.com.br

Siga-me no Twitter: http://twitter.com/aureliocamargo

Anúncios

Responses

  1. Se o Santos conquistar seu terceiro título da Libertadores, com certeza o Corinthians “estará presente” nas comemorações, como é praxe após as conquistas de todos os rivais do Timão…

    Serão ouvidos gritos como “chupa, Corinthians”; “pqp, Libertadores o Corinthians nunca viu”; além de denominações como “gambá fedido”, galinha preta”, “sem Libertadores”, “sem estádio”, “marginal sem número”, etc…

    Mas a verdade é que os corinthianos estão muito mais preocupados com a campanha sórdida movida contra o Fielzão por grande parte da mídia e por diversos setores do poder público. Além de estarem já focados no clássico contra o São Paulo, no próximo domingo, no Pacaembu.

    Na verdade, se existe uma torcida, além da santista, que não estará acompanhando olimpicamente a final da Libertadores de logo mais é a do São Paulo. Pois vale lembrar que grande parte da atual soberba sãopaulina é devida ao bicampeonato da Libertadores de 1992/93, que igualou o time do Morumbi ao Santos de Pelé. Com o título de 2005, os sãopaulinos atingiram a supremacia brasileira de conquistas continentais (apesar de terem se tornado apenas uma potência de segunda ou terceira grandeza se considerados todos os clubes sulamericanos).

    Há poucos anos, o São Paulo tinha delírios de grandeza: seu estádio receberia uma reforma perdulária para receber a abertura da Copa de 2014, o que colocaria o clube “25 anos à frente dos rivais”, nas palavras da diretoria sãopaulina; ao mesmo tempo, o clube lutava para conquistar uma quarta Libertadores (“o campeonato que realmente interessa”), para abrir frente em relação aos rivais brasileiros e se aproximar em títulos dos grandes sulamericanos.

    Hoje a realidade é outra. O Morumbi foi descartado da Copa, e o São Paulo sequer participa da Libertadores. Resta torcer contra. Torcer contra o Fielzão na Copa. Torcer contra o tri do Santos. Um duro choque de realidade para os outrora delirantes adeptos do clube do Morumbi.

    Amigo,
    Assim como muitos Corintianos que conheço, vc sofre de um mal… Acha que o mundo gira em torno do Corinthians. Ou melhor, acha que o mundo das pessoas gira em torno do Corinthians.. Olha, ao menos onde eu moro não ouvi nenhuma alusão ao Corinthians após a vitória do Santos.

    E, diferente do que vc pensa, não estava torcendo contra o Santos não… Não tenho nada contra o Santos, que, até por ser de outra cidade, não faz parte dos times considerados verdadeiros “rivais” por mim…. Se vc reparar bem no meu texto, verá que não falei mal do Santos.. Pelo contrário, admiti que eles tem, se não o melhor, um dos melhores times do Brasil. Aliás, infonitamente melhor que o meu São Paulo.

    Quanto ao fato do Santos ter atingido 3 títulos, igualando o SPFC, normal… Um dia Santos, Grêmio ou Cruzeiro ganhariam o terceiro título… Futebol é assim mesmo. Daqui alguns anos ganhamos outra, o Cruzeiro ganha outra, e assim a vida segue!!

    E futebol é assim mesmo… na primeira metade da década de 90 o SPFC ganhou tudo… ficou 10 anos amargando apenas Paulista… Depois ganhou tudo novamente…. Futebol é assim mesmo meu amigo….

    Agora, gostei do que falou, no sentido de haver uma “campanha sórdida” contra o estádio do Corinthians…. Explique melhor o que vc considera ser essa “campanha sórdida”.
    abs,
    Aurélio

  2. Aurélio,

    certeza que vale a regra dos gols marcados fora de casa? Nas finais anteriores da Libertadores isso não valia, apenas o saldo de gols. Nesse caso, qualquer empate vai para penaltis. Vou confirmar isso.

    Abraço.

  3. à mim surpreenderia pois o peñarol é muito ruim…. mas seria uma surpresa beeemm agradável…kkkkkk
    abraço

  4. Aurélio, final da Libertadores não tem a vantagem do gol fora, qualquer empate é prorrogação e prosseguindo o empate, penaltis, veja a regra:

    Final
    A decisão da Libertadores será disputada em partidas mata-mata. Em caso de igualdade em saldo de gols, haverá uma prorrogação de 30 minutos (dois tempos de 15min). Após nova igualdade, o título será decidido em cobranças de pênalti.

    Corrige ai de novo….

    Corrigido, prof. Girafales!!
    abs

  5. Estranho um são paulino, que se gaba de saber tanto de Libertadores e o time dele ser especialista em tal torneio, sequer saber as regras. Lamentável.

    Diogo,
    Todo mundo errra, meu amigo! O importante é vir e admitir o erro.
    Qto à Libertadores…. bom, deixa pra lá!!
    Abs,
    Aurelio

  6. domingo e ferro na bambizada ;estao ganhando na sorte , futebolzinho fracooo ……o fregues voltou dinovo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: