Publicado por: Blog do Trio | 15/02/2011

O último aplauso.

Crédito: Ari Ferreira/Lancepress

Nação Corinthiana,

Enfim, Ronaldo resolveu parar de jogar.

Após muito postergar, o camisa 9 anunciou na tarde desta segunda-feira a sua aposentadoria como jogador de futebol.

Aliás, classificá-lo como mero jogador seria uma injustiça fenomenal.

Desnecessário recapitular sua vitoriosa carreira, a qual está gravada na retina de boa parte da população mundial, inclusive daqueles que mal se importam com a bola.

Tão grandioso como seu currículo foi o seu poder de dar a volta por cima quando acreditava-se no seu fim.

E, como qualquer estrela, os escândalos de sua vida pessoal despertavam tanto interesse quanto suas jogadas fora-de-série.

No Corinthians, viveu um pouco de tudo nestes turbulentos 2 anos em que vestiu o manto alvinegro.

De fato, podemos destacar duas fases bem delineadas de sua passagem pelo Parque São Jorge.

A primeira, ocorreu nos 6 meses iniciais de 2009. Da desconfiança por ser um golpe de marketing, Ronaldo surpreendeu novamente e voou pelos gramados brasileiros, sendo peça fundamental nas conquistas do Paulistão e da Copa do Brasil.

A segunda, mais duradoura e melancólica, se prolongou até ontem. Foi o momento em que o Fenômeno apresentava dificuldades para estar em campo e deixava de ser um diferencial para se transformar num rascunho de si mesmo.

Em razão disso, sua prolongada permanência no clube dividiu opiniões e gerou um desgaste desnecessário para o ex-atleta, culminado na eliminação do Corinthians para o Tolima na pré-Libertadores.

Agora não é o momento de discutir qual problema físico limitou a capacidade de jogar de Ronaldo, obrigando-o a decretar o fim de sua carreira.

É sim, o momento de um último aplauso ao eterno Fenômeno pela sua genialidade e por toda a alegria que trouxe a nós, sejamos corinthianos ou meramente brasileiros.

fabiosallum.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/FabioSallum

http://www.formspring.me/FabioSallum

Anúncios

Responses

  1. Vc deveria fazer como o Aurélio Camargo, falar da belíssima carreira do Ronaldo, e não apenas da sua passagem pelo Corinthians.
    É inadmissível um texto sobre Ronaldo que não mencione a artilharia das copas. É inadmissível um texto sobre Ronaldo que não fale das 3 vezes em que foi eleito o melhor do mundo.
    Vc é muito fraco, desculpe.

    Fábio Sallum: Adilson, eu optei por não nominar estas conquistas pois, como afirmei no texto, elas estão gravadas no subconsciente coletivo de todos.

    Entre outras palavras, seria chover no molhado.

    O intuito foi jogar outro enfoque sobre a despedida do Fenômeno, que fosse além da enxurrada de notícias por aí.

    Lamento que não tenha compreendido isso.

    Abraços!

  2. Devia ter falado tbm da promessa dele de nunca mais vestir o abadá corintiano apos o jogo contra o tolima e os ataques da torcida. E do cumprimento dessa promessa, até o meomento, já que ele não vestiu nem na entrevista de despedida.

    Fábio Sallum: Na minha opinião, o Ronaldo deveria ter se aposentado após a Libertadores do ano passado.

    Não precisava ter que ficar se sujeitando a pressões de torcida e coisas deste tipo.

    Abraços!

  3. Desculpe perguntar, meu caro, mas o que vc trouxe de novo em seu texto?
    A arrogância de sua resposta é algo ímpar.
    De fato, como bem colocado por um outro colega leitor do blog, as coisas aqui são invertidas.
    O Aurélio nem parece São Paulino, dada sua isenção ao tratar dos assuntos, vindo até aqui falar sobre a despedida do Ronaldo.
    Já você, tem a arrogância e prepotência de um “cardeal do Morumbi”.
    Que coisa engraçada, não!

    Fábio Sallum: Adilson, eu não quis soar arrogante em minha resposta.

    Você tem todo o direito de não gostar de meus textos, da minha maneira de escrever ou de minhas opiniões.

    Apenas não entendi o porque de seus ataques gratuitos à minha pessoa.

    Como eu poderia trazer algo de novo em um texto sobre a aposentadoria de um dos maiores craques da história do futebol mundial?

    Não seria repetindo que ele é o maior artilheiro das Copas ou que foi três vezes escolhido como o melhor do mundo.

    Abraços!

  4. Meu caro, quem afirmou que “buscava trazer algo diferente”, foi você próprio!
    Quis “trazer algo diferente” e se limitou a falar mais do mesmo, omitindo as maiores virtudes do Ronaldo.
    Admita que falhou. Admita que é fraco.
    Nao é vergonha para ninguém.

    Fábio Sallum: Obrigado pela preferência.

    Abraços!

  5. Fábião, o fortinho parou mesmo…. sei lá meu, acho q ele podia continuar ainda até o fim do ano nem q fosse reserva do Liédson ou mesmo pra jogar junto…. se aturamos até Souza e Edno como não dá pra ele q com a bola no pé é fora de série?… com certeza foi o maior atacante q eu vi jogar….
    Gostei do texto….
    Abraços
    Vai Corinthians!!!!!!!!!!!

    Fábio Sallum: Wagnão, realmente foi um grande prazer ter o Ronaldo no Corinthians.

    Eu acredito que ele deveria ter parado antes, pois era evidente que não tinha condições de jogar bola.

    Desta forma, não precisava ter sido exposto de maneira negativa pela imprensa e pela torcida, como ocorrido desde o fim do ano passado.

    De qualquer modo, é sempre triste ver um craque dessa magnitude se aposentar.

    Abraços!

  6. Fábio,

    Primeiramente queria agradecer a divulgação do evento ” A Emoção e a Vontade de Viver de Osmar Santos”. Aproveito para lembrar que a exposição no MACC irá até 27/3. Quem estiver passando pelo Litoral Norte, vale a pena dar uma paradinha no Centro de Caraguá e visitar a exposição.
    Seguem dois videos do evento:


    Em seguida, mais uma vez queria parabeniza-los pelo nível do blog. Os três escrevem bem e não se utilizam daqueles chavões repetitivos, pejorativos e até preconceituosos de alguns outros que existem por ai..

    É lógico que agradar a todos é impossível.. Nem Cristo conseguiu…

    abçs

    Fábio Sallum: Que beleza de evento, João!

    Vou tentar dar uma passada em Caraguá para ver essa exposição.

    Obrigado pelo carinho não só por mim, mas por todos nós do Blog do Trio, amigo!

    Abraços!

  7. Até que enfim o Corinthians vai parar de jogar com 1 a menos….

    Fábio Sallum: Pois é, Mala.

    O único problema é que a debandada do time começou.

    Já se foram Roberto Carlos e Ronaldo. Jucilei e Bruno César estão a caminho da saída.

    Quem deve sobrar?

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: