Publicado por: Blog do Trio | 31/08/2010

Fluminense 2×2 SPFC

Fluminense 2×2 SPFC

Nação Tri-Mundial,

Parece que finalmente conseguimos ver uma luz, mesmo que fraca, no fim do túnel!

Apresentando um bom futebol, principalmente no primeiro tempo, empatamos com o Fluminense, jogando no Rio de Janeiro.

O time foi muito bem, principalmente na primeira etapa.

Começou o jogo marcando muito bem a saída de bola dos cariocas, e, com um toque de bola muito rápido, chegava com facilidade ao gol.

Entretanto, logo aos 10 minutos a zaga deu uma vacilada inaceitável (mais uma!), que resultou no gol de Deco.

Mas quando todos pensavam que seria um passeio do líder do campeonato, o São Paulo surpreendeu. O time manteve a mesma postura, e continuou a atacar o adversário, sem dar chances, assim, para que o habilidoso meio de campo deles trabalhasse.

E com isso chegamos ao empate, com nosso Capitão, cobrando falta!

90º gol na carreia! Muito mais que muito centroavante por aí!

E logo na sequencia Fernandão, de cabeça, virou o placar.

Intervalo, e, inacreditavelmente, estávamos na frente.

Mas aí Baresi começou a fazer das suas.

Fernandão, machucado, teve que ser substituído. Mas ao invés de colocar Marlos, mantendo o time no ataque, ele me resolve colocar Cléber Santana, para “garantir o resultado”.

Ora, isso é básico, primário no futebol. Com essa alteração ele “chamou” o time do Fluminense para o nosso campo. Para um time que tem um meio formado por nada mais, nada menos que Deco e Conca, isso é suicídio.

E, de fato, foi.

O Fluminense veio disposto a atacar, e empatou a partida, com um gol de cabeça do zagueiro Leandro Euzébio, aos 14 minutos.

Ou seja, eram mais 30 minutos para segurarmos o empate.

E aos 24 mostramos porque todos tem goleiro, mas só nós temos Rogério!

Leandro Vuaden marca pênalti em um toque de mão mais que involuntário de Richarlyson.

Washington, “sedento por vingança”, vai para a cobrança.

E Rogério brilhantemente defende!

 

 

Um jogo para ele fechar com chave de ouro a participação de um dos maiores goleiros da história do Futebol Brasileiro, no principal estádio do Futebol Brasileiro (quando o estádio for reaberto ele já terá se aposentado).

Mas, como emoção pouca é bobagem, e o negócio do São-Paulino nos últimos tempos tem sido mesmo sofrer, nosso professor pardal me inventa de tirar Fernandinho, que estava muito bem na partida, e era a única referência no ataque para colocar Marlos.

Ou seja, o time ficou sem atacantes, chamando ainda mais o Fluminense para o ataque.

Para piorar, ele me deixa Marcelinho em campo, sendo que o garoto parecia que estava fazendo turismo no Rio de Janeiro.

Caro Baresi, jogo de Campeonato Brasileiro, contra o líder, no Maracanã com 40 mil pessoas não é o mesmo que jogo da Copa São Paulo.

Mas enfim, graças a nosso Capitão, conseguimos um pontinho, que, se não nos ajuda muito na tabela, serviu para dar alguma esperança.

Mas fico pensando…

Ahhhh se tivéssemos um treinador de verdade….

Valeu Capitão!

Vamo São Paulo!

Aurélio Camargo

aurelio.camargo@blogdotrio.com.br

Siga-me no Twitter: http://twitter.com/aureliocamargo

http://www.blogdotrio.com.br

 

Valeu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: