Publicado por: Blog do Trio | 30/08/2010

2014 FIFA World Cup Itaquera

Crédito: Coutinho, Diegues e Cordeiro/DDG

Nação Corinthiana,

Finalmente acabou a indefinição sobre a escolha da sede paulista para a Copa do Mundo de 2014.

Após a tentativa de emplacar o mal-fadado projeto de reforma do Morumbi, prevaleceu o bom-senso. Na noite da última sexta-feira, foi anunciado que o abertura da Copa do Mundo será realizada no estádio a ser erguido pelo Corinthians, em Itaquera.

Crédito: Coutinho, Diegues e Cordeiro/DDG

Com a decisão, todos saem ganhando.

O Corinthians finalmente terá uma arena própria e moderna; o gigantesco bairro de Itaquera receberá uma enxurrada de investimentos que beneficiará a população local; e a cidade de São Paulo não precisará se preocupar com investimentos públicos realizados em um bem privado.

Até o anúncio da última sexta-feira, haviam muitas informações desencontradas sobre a possível arena corinthiana.

Isso porque estavam sendo estudados três projetos, sendo dois deles em Itaquera e um em Guarulhos.

O projeto considerado está sendo conduzido pela própria diretoria do clube, sem o envolvimento de conselheiros intermediários, ou coisa que o valha – o que, de longe, é uma ótima notícia.

Inicialmente, a arena estava prevista para ter 48 mil lugares. Porém, com o anúncio da CBF, o projeto será modificado para que comporte 70 mil espectadores, se adequando às determinações da FIFA.

De acordo com o informado por Andrés Sanchez, a arena será erguida – e custeada – pela construtora Odebrecht, no valor de R$ 350 milhões.

Em troca, a construtora terá o direito de negociar os “naming rights” da arena, enquanto camarotes, cadeiras cativas, publicidade e demais dependências serão de exclusividade do clube.

Vale ressaltar que este valor diz respeito ao projeto inicial. Para adequar a arena às exigências da Copa do Mundo, o Corinthians espera contar com a ajuda da CBF e da FIFA para buscar parceiros que injetem cerca de R$ 200 milhões.

Como nem tudo são flores, alguns jornalistas esportivos como Mauro Cezar Pereira e Guilherme Barros informam que a articulação da obra junto à Odebrecht ficou a cargo do presidente Lula – que será homenageado na próxima terça-feira, no Parque São Jorge.

Segundo Barros, a Odebrecht se utilizará de linha de crédito do BNDES e receberá isenção fiscal, nos moldes das demais arenas a serem construídas para o Mundial de 2014.

Já Mauro Cezar avalia que “Diante desse cenário, quais seria a motivação da Odebrecht para enterrar seu rico dinheirinho no estádio do Corinthians? Caridade? Paixão pelo Timão? Ou um pedido do presidente que vai eleger sua sucessora pesa um pouco? É… amigo. E tem mais. A Fonte Nova foi implodida e o novo está orçado em R$ 591 milhões. Ele será tocado pela… Odebrecht! O que explicaria o estádio baiano, pago pelo governo, custar o dobro(!) da “casa” corintiana, bancada pela empreiteira? Difícil entender, não?”

O assunto gerará ainda muitas discussões e esperamos que as questões sejam esclarecidas pelos responsáveis pela obra.

Ao torcedor corinthiano, que já cansou de ver inúmeras maquetes, projetos, apresentações e “pedras fundamentais”, resta aguardar o início das obras da sonhada arena, previsto para Janeiro de 2011.

Ao cidadão paulista e brasileiro, resta acompanhar e fiscalizar, de modo a evitar o uso de dinheiro público na obra, bem como de favorecimentos políticos.

fabiosallum.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/FabioSallum

http://www.formspring.me/FabioSallum

Anúncios

Responses

  1. Eu concordo com os protestos do Mauro Cézar.

    O problema é que isso é especulação né… não existe materialidade do fato.

    Não dá pra ficar polemizando sobre suposições.

    Fábio Sallum: Exatamente, Blefe.

    Por isso que não polemizei sobre o assunto, apenas trazendo uma ótica diferente para o debate.

    Abraços!

  2. 100 MORUMB_XA NA COPA

    100 PATROCÍNIO

    100 GANHAR DO CORINTHIANS

    100 GANHAR A LIBERTADORES

    100 TAÇA DAS BOLINHAS

    100 TORCIDA NO ESTÁDIO

    100 MORAL

    ../| /|…./|\./|
    ..\\//…//.\\///|
    …||.\\//\\//.//
    …\\..||..||.//
    .._\\//…\\//’
    .._.,:—-;,._
    ..\_:……:_/
    ….|@,.,@| – meu mundo caiu… snif… uiuiui…
    ….|…….…|
    ….,\.@…/.\
    ….;;`–’..—-_________—–.-.
    ….;;;……………………………..\_\
    ….’;;;……………………………:
    …..;….|………………………..)
    ……\…\…..\………….|……/
    …….\_,.\…./…………\…..|\
    ………|’;|..|,,,,,,,,,,,,/.\….\.\
    ………|..|..|……………\…/…|
    ………\..\..|……………|../.\..|
    ……….|..|.|……………|.|…|.|
    ……….|..|.|……………|.|…|.|
    ………|.||.|……………|.|…|.|
    ……..|_||_|………….|_|…|_|
    ……../_//_/…………/_/…/_/

  3. Fala Fabião, até que enfim apareceu novamente! Seus textos e opiniões fazem falta por aqui.

    Vamos aos fatos, desde muito tempo atrás, nós sempre trocavamos idéias de como a diretoria do clube era tão incompetente a ponto de não apresentar nenhum projeto de estádio para a COPA para poder confrontar com a reforma do Morumbi, pois bem isso demorou para acontecer, mas pelo que parece aconteceu na hora certa.
    Então demos ser justos e parabenizar a diretoria pela iniciativa. PARABÉNS

    Fábio Sallum: Concordo com você, William.

    Precisamos parabenizar a iniciativa e o projeto apresentado, que é bem detalhado.

    A diretoria assumiu as rédeas e apresentou uma arena plenamente viável.

    Eu demorei para me manifestar sobre o assunto porque não gosto de ficar tratando sobre especulações. Queria ter mais informações sobre o projeto, o que de fato tive.

    Abraços!

  4. Fábio,

    Agora falando estritamente do estádio.
    Estou cheio desses jornalistazinhos “gardiões” da moral e dos bons costumes.
    Não querer dinheiro público no estádio do Timão, até aceito que isso deva ser combatido, embora outros clubes, SFW, já usufruíram disso no passado, e ainda queriam repetir a dose.
    Agora, ficar atirando pedra, só pq o Lula, sugeriu que a Odebrecth tocasse a obra, considero falso moralismo.
    Gente, é lobby, e infelizmente ocorre em todos os cantos do mundo, não sejamos cegos e ingênuos. Quer queiram ou não, a realidade não é um faz de contas, a relidade é essa!

    Fábio Sallum: William, a discussão refletiria a respeito de uma possível compensação à Odebrecht por ter sido indicada para realizar a obra pelo presidente Lula.

    Como falei para o Blefe, resolvi não polemizar no assunto pois os argumentos apontados não passam de especulação.

    Vamos aguardar e torcer para que tudo dê certo.

    Abraços!

  5. Fábio,

    O engraçado é que essa mesma imprensa safada, nunca condenou, a iminente chegada de dinheiro público para reformar o panetone.

    Fábio Sallum: A imprensa somente condena quando lhe convém.

    É triste.

    Abraços!

  6. Fábio,

    Não estou fazendo apologia a crimes, tão pouco desonestidade.

    Mas estou cansado de ver certos jornalistas tratarem tudo como ” errado, condenável, feio, anti-ético” . Onde esses caras vivem???? Em que mundo???

    Fábio Sallum: No meio do esporte e da política há muita coisa condenável e anti-ética, realmente.

    O que me cansa é ver que certas atitudes são condenadas quando cometidos somente por sicranos ou beltranos.

    Abraços!

  7. Fábio,

    Este Mauro Cézar está claramente mal intencionado, insinuando que a construtora não vai ganhar o justo pelo investimento.
    Cara, ela vai ficar com o nome do estádio por um longo período. Poderá vendê-lo. Quem não iria querer comprar um nome de estádio que será o da abertura da COPA 2014. Esse cara é louco?

    Fábio Sallum: A questão da construtora reside no fato de que o projeto possui um valor baixo quando comparado com as reformas da Fonte Nova, do Maracanã e do Mineirão, conduzidas pela própria Odebrecht.

    Não tenho dúvidas de que muitas empresas estariam dispostas a estampar o nome no estádio que abrigará a abertura da Copa do Mundo.

    Se tivesse que apostar, eu iria de Petrobrás.

    Abraços!

  8. Veja com o SPFC é grande.
    Cinco minutos de ódio do Ricardo Teixeira ao SPFC deu ao corintians que a “nassão” corintiana não conseguiu em 100 anos.

    Fábio Sallum: Jair, a história não é bem assim.

    O Corinthians estava trabalhando no projeto em sigilo e o mesmo não visava a Copa do Mundo.

    O problema do São Paulo foi a arrogância de seus dirigentes e a falta de dinheiro/parceiros para bancar a reforma do Morumbi.

    Simples assim.

    Abraços!

  9. Sallum,

    O presente caiu nas mãos Andres Sanches. Ele nem estava na reunião entre CBF, estado e prefeitura, que sequer haviam visto o projeto quando anunciaram. Deve ter tomado um susto quando ficou sabendo da notícia, porque, pelo jeito, o Ricardo Teixeira nem tinha falado pra ele. Não é por competencia dele como foi dito por alguém aí acima, mas gol sem querer tbm vale, logo, palmas pra ele.
    O bom dessa estória é que se o estadio sair mesmo o corintians agora terá familia, terá responsabilidade. Vamos ver como se sairão administrando um patrimônio dessa tamanho. Meu palpite, sem sacanagem, é que o nome que a Odebrecht colocar , se conseguir comprador, não vai pegar. Vide a Arena Kiocera do Atlético Paranaence que a globo e outras emissoras se recusavam a chamar pelo “naming rights” adquiridos. Será que o corintians brigaria com a globo se isso acontecer? Duvido.

    Fábio Sallum: Infelizmente, o Andrés fala muita besteira na imprensa e acaba ficando em situações embaraçosas.

    Cabe ao clube brigar com as emissoras que transmitem os eventos para que o estádio seja chamado pelo nome acertado em contrato.

    Vale lembrar que o importante dos “naming rights” é a Copa do Mundo, quando a marca que nomear o estádio será vista por todo o planeta.

    Abraços!

  10. Pois é Fábião…. esse assunto tá bombando… já tem nego botando defeito de td q é lado… pode esperar q virá uma batalha pela frente… mas se não for no Morumbi (como parece q já ficou claro) tenho q te dar os Parabéns… pq vc deu a cara a tapa q não seria, quando até eu comecei achar q era provável… Por enquanto prefiro esperar, mas estou torcendo demais pra dar td certo…
    abração
    Vai Corinthians!!!!!!!!!!!!!

    Fábio Sallum: Wagnão, era óbvio que esse assunto ía dar essa discussão toda.

    Ainda mais em época de eleição!

    Obrigado pelas palavras e pelo carinho.

    Estamos torcendo juntos.

    Abraços!

  11. Fábio, este é o melhor presente que poderíamos receber pelo nosso centenário, um sonho se tornando realizado, um momento histórico!!!!!

    Acho que todos nós temos que admitir que o Andres Sanches se tornará o maior presisente da história do Corinthians. Apesar dos erros e falhas, afinal não existe santo no meio do futebol, e tudo passa por meios políticos e muito lobby, o cara fez e está concretizando: o estádio, um CT moderno, a reforma do estatuto (que não permite reeleição), avançou muito nas questões de marketing, contratou um dos maiores jogadores do futebol mundial, turou o timão das páginas policiais, etc, etc, etc.

    Não há como negar, esta gestão do Andres entrará para a história, somente os “Paulinho’s” da vida não conseguem enxergar isso.

    Quanto ao custo do estádio….o valor de 350 milhões é para o projeto de 48 mil. Com o aumento para 70 mil o valor aumenta em torno de 200 milhões, o próprio Andres já disse isso, o que totalizaria algo em torno de 550 milhões, simples assim.

    Li você inúmeras vezes criticando a atual gestão, mas agora com estes legados que a diretoria está deixando, seria correto e ético parabenizar o Andres e a diretoria.

    Abraço.

    Fábio Sallum: Rogério, eu já dei os parabéns à diretoria por conseguir apresentar um projeto viável, sem privilegiar intermediários ou coisa que o valha.

    É realmente um presente para toda a Fiel, mas não podemos ver isso como o grande feito de nosso centenário.

    Esse é um momento para celebrarmos toda a nossa história, nossos ídolos e nossa própria identidade como corinthianos.

    Como todo presidente do clube, o Andrés terá seu lugar na história. E será lembrado por seus acertos e por seus erros.

    Mas achar que ele foi o maior presidente da história do Corinthians está longe de condizer com a realidade.

    Lembre-se que diziam a mesma coisa do Alberto Dualib. E, como já afirmei, o modo de conduzir o clube não mudou muito.

    Não podemos repetir os mesmos erros.

    Aliás, antes o maior problema do Andrés fosse o Paulinho, ou qualquer outro blogueiro/jornalista.

    Dentre os feitos que você destacou, alguns devem ser vistos com reservas; outros, como a reforma do estatuto, não coube ao Andrés. Foi realizada antes de sua eleição, pelo Conselho Deliberativo.

    Apesar de tratar da gestão de um clube, política não pode ser vista como paixão. Deve ser analisada friamente.

    Deixando tudo isso de lado no momento, vamos aguardar a construção do estádio e torcer para que dê tudo certo.

    Abraços!

  12. Para o Corinthians , tudo é errado, é mau, não pode.

    Para os outros clubes , tudo é permitido.

    Quanta hipocrisia !!!

    Fábio Sallum: Exatamente, João.

    Essa hipocrisia me enoja às vezes.

    Abraços!

  13. Fabião,

    A felicidade é imensa e você esclarecendo tudo… Como o João Roberto bem disse, para nós tudo errado, enquanto para os outros…. e vem Mauro César – o caro mais ranzinza e mal-humorado do jornalismo brasileiro, e vem Juca Kfhoury com seu antincorintianismo – quem disse que esse cara é torcedor do Timão?….
    Mudando um pouco de assunto…
    Voltei a pouco da Arena Jaraguá, onde o nosso TIMÃO de Futsal, sapecou 4 x 3 na bicho-papão da MALWEE, após um primeiro tempo impecável de 4 x 0.
    Disparamos na liderança – 13 a 9, e pelo futebol que temos apresentado, condições totais de beliscar o título da liga futsal 2010.
    No celular do meu filho tem uma foto da FIEL JARAGUÁ – apareceu depois a Fiel Joinville e, assim que ele me disponibilizar vou enviar para você…

    Abraços

    Fábio Sallum: A idéia aqui é justamente essa, Ednei.

    A imprensa brasileira precisa parar com a hipocrisia e agir de maneira imparcial ao tratar de certos assuntos.

    Pô, manda as fotos sim!

    Estou pensando em abrir uma seção no Blog do Trio com fotos de torcedores em jogos e pelo mundo, representando o Timão!

    Abraços!

  14. Aqueles que estão esbravejando e cuspindo fogo contra a Arena do Timão, apontando principalmente os gastos públicos, vai aqui uma continha simples: Uma das melhorias no entorno para o Morumbi era a necessidade de construir uma linha de metrô que custaria a bagatela de R$5 Bi, por bem menos de um décimo desse valor será possível adequar o metrô até Itaquera, para que possa receber um maior fluxo de trens.

    Fábio Sallum: David, a obra do entorno do Morumbi custava muito mais do que a própria reforma.

    O Corinthians não receberá doação de dinheiro público, ao contrário do ocorrido com o São Paulo.

    Simples.

    Abraços!

  15. Fantastico como vcs projetam seus defeitos nos outros!
    O estádio presenteado ao Lula é tão suspeito quanto a festa de aniversario para a netinha dele oferecida por uma rede de hoteis e o aluguel do apartamento que ele vivieu a vida toda sem pagar. Dificil acreditar que ele não oferecerá algo em troca de tais presentes. Nem que seja um tratamento diferenciado.
    Alguns paises proibem até gorjetas, que se dirá de um estadio novinho 🙂

    Fábio Sallum: Nós projetamos, caro Jair?

    Não há presentes no caso do estádio do Timão. A Odebrecht arcará com a obra e, em troca, comercializará os “naming rights” por R$ 30 milhões anuais.

    Esse é o fato concreto. O resto além disso não passa de suposição.

    Abraços!

  16. O Andres está fazendo em apenas 2 anos e 7 meses oq nenhum outro presidente conseguiu fazer em 100 anos. Conseguiu estruturar o Corinthians (CT e estádio). Isso é fato!!!

    Na minha opinião o maior presidente da história do Corinthians. Se continuar assim o Corinthians caminha para ser uma potência mundial.

    Fábio Sallum: Rogério, eu respeito sua opinião.

    Entretanto, conhecendo bem o Andrés e sabendo do que não é noticiado na imprensa, me reservo ao direito de discordar.

    O Corinthians é uma potência, sobretudo por sua torcida.

    O potencial dessa marca é muito amplo e pouco explorado.

    Abraços!

  17. …ao contrário de muitos eu nunca achei o Dualib um bom presidente, muito pelo contrário, sempre o odiei mesmo com os títulos. Estou fazendo uma análise fria, da maneira que entendo que um clube de futebol precisa ter…isso o Andres está fazendo, não há como negar!!

    Fábio Sallum: Ninguém está negando os feitos, que fazem parte do patrimônio do clube.

    Mas considerar o Andrés o melhor presidente do Corinthians é um tremendo exagero.

    Abraços!

  18. Salum,

    E não era suposição a entrade de dinheiro publico na reforma do Morumbi? O mesmo BNDS que ia emprestar dinehiro para o São Paulo vai emprestar pra Odebretch. A diferença é que lá a construtora nãoe stava fazendo favor ao presidente da republica.

    Fábio Sallum: Jair, são casos diferentes.

    O São Paulo não tinha dinheiro para reformar o Morumbi, e nem parceiros/investidores.

    A obra no entorno do estádio era mais cara que a própria reforma.

    No caso do “Fielzão”, foi assinado um contrato entre clube e construtora, a qual é responsável pelo dinheiro a ser utilizado na obra.

    Ela simplesmente agirá tal como nas outras praças onde serão construídas arenas pela mesma.

    Não estou entendendo qual é o motivo de tanta discussão.

    Orgulho ferido, talvez?

    Abraços!

  19. Sò pontos de vista diferentes. Desde que o Jerome Walcke começou a “boatar” o projeto do São Paulo (e só ele) ja deu pra perceber que havia algo obscuro. POrém eu achava que era o projeto do suino, porque o projeto corintiano, mesmo agora, praticamente não existe. È só algums desenhos de fachadas e muitas ideias colocadas em mesa. Mesmo assim, ja recebeu todas as garantias de que será usado na copa. COm essas garantias o São Paulo tbm teria obtido bem mais financiadores do que conseguiu. Agora são águas passadas e só espero que não seja usado dinheiro publico nem que a Odebrecht receba favorecimentos por agradar o presidente.

    Fábio Sallum: Jair, estaremos fiscalizando para evitar esse tipo de favorecimento!

    Abraços!

  20. Sò pontos de vista diferentes. Desde que o Jerome Walcke começou a “boatar” o projeto do São Paulo (e só ele) ja deu pra perceber que havia algo obscuro. POrém eu achava que era o projeto dos suinos, porque o projeto corintiano, mesmo agora, praticamente não existe. È só algums desenhos de fachadas e muitas ideias colocadas em mesa. Mesmo assim, ja recebeu todas as garantias de que será usado na copa. COm essas garantias o São Paulo tbm teria obtido bem mais financiadores do que conseguiu. Agora são águas passadas e só espero que não seja usado dinheiro publico nem que a Odebrecht receba favorecimentos por agradar o presidente.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: