Publicado por: Blog do Trio | 26/07/2010

O Fim da “Era Mano” no Corinthians.

Crédito: NikeFutebol

Nação corinthiana,

Quando ecoou o apito final no Pacaembu, na noite deste domingo, findou-se o período de trabalho de Mano Menezes como treinador do Corinthians.

Mano chegou ao Timão logo após a queda para a segunda divisão. Trouxe consigo uma proposta de renovar e reestruturar o time, além de levantar o moral do torcedor corinthiano.

Não vou entrar no mérito de que tais mudanças, ao meu ver, poderiam ter sido realizadas ainda em 2007, evitando-se o rebaixamento do Corinthians.

O orgulho do torcedor, que jurou nunca abandonar o clube, foi reconquistado. Entretanto, no ano de 2008 apenas a obrigação foi cumprida. O Timão, ainda em fase de reestruturação, é verdade, não se classificou no quadrangular final do Paulistão. Na Copa do Brasil, realizou uma bela arrancada em uma histórica partida contra o Goiás, mas perdeu o título para o Sport de maneira covarde na Ilha do Retiro.

Muito superior aos rivais, o Corinthians passeou na Série B e conquistou o acesso à Primeira Divisão com antecedência, após vencer o Ceará por 2 a 0 no Pacaembu.

Em 2009, tivemos dois Corinthians. O do primeiro semestre, turbinado pela volta por cima de Ronaldo, que conquistou o Paulistão e a Copa do Brasil de maneira perfeita. Já o do segundo semestre, um engodo desmantelado que jogou no lixo sua participação no Brasileirão e desperdiçou a chance de se preparar para Libertadores do ano seguinte.

Neste período, Mano venceu uma disputa interna dentro do clube com Antonio Carlos Zago, o qual foi afastado após o fatídico episódio na Pop Drinks de Presidente Prudente. Com isso, passou a dar as cartas no Departamento de Futebol do Corinthians, trazendo atletas de qualidade duvidosa, bem como “queimando” jogadores que poderiam render mais com a camisa do Timão.

O técnico foi acusado de manter uma relação amoral com seu empresário, privilegiando os atletas agenciados por Carlos Leite. Jogadores como Finazzi, Herrera, Otacílio Neto, Edu, Edno, entre outros, deixaram o Corinthians reclamando da conduta de Mano.

Ao ser questionado sobre sua relação com Carlos Leite – cada vez mais onipresente no Parque São Jorge e nas negociações realizadas pelo clube -, Mano Menezes sempre mostrou muita irritação aos jornalistas.

Mano soube como ninguém explorar sua imagem, mostrando-se um expert no marketing pessoal. Foi o primeiro técnico a ter um perfil no Twitter, apesar de ter sido acusado por outras celebridades cibernéticas de se utilizar de perfis falsos para engordarsua lista de seguidores.

Neste ano, Mano Menezes participou diretamente da montagem da equipe para a tão sonhada conquista da Libertadores no ano do Centenário. Entretanto, o time não correspondeu a toda a expectativa fomentada por diretoria e imprensa, sendo eliminado no Pacaembu para o Flamengo.

Aliás, a partida contra o rubro-negro carioca foi um exemplo da maior parte das partidas disputadas pela equipe de Mano: o Timão marcou o resultado mínimo necessário e se fechou, permitindo que o adversário, outrora sufocado, gostasse do jogo e se lançasse com facilidade ao ataque. Em tal oportunidade, Vagner Love encontrou o caminho da meta corinthiana e eliminou o alvinegro dentro de casa.

Após a eliminação, chegou-se a especular a saída do treinador, que recebeu uma saraivada de críticas da imprensa. Mesmo pressionado por conselheiros e diretores, Andrés Sanchez recebeu o apoio de algumas organizadas e manteve Mano na condução da equipe.

Mano Menezes deixa o Corinthians – que não receberá qualquer centavo a título de multa rescisória – após ajudar a reconduzir a equipe à liderança do Brasileirão. Aclamado por boa parte da torcida, que o agradeceu (?) pela passagem do treinador pelo Parque São Jorge, Mano chega à Seleção em clima de euforia e renovação, apesar de seu currículo não corresponder a tamanha expectativa.

Ao novo técnico da Seleção Brasileira, desejo boa sorte.

E agradeço por ter ido embora após o fim de seu ciclo no Corinthians.

fabiosallum.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/FabioSallum

http://www.formspring.me/FabioSallum

Anúncios

Responses

  1. xará, concordo em partes com vc. O mano fez um bom trabalho, embora concorde com vc a respeito da covardia do time em vários momentos e dos jogadores queimados,q ue foram muitos, alias o edú continua no clube? se sim, ele pode ser aproveitado pelo Adilson.
    Qto a seleção acho q depois de todo “rolo”, ela saiu ganhando, o mano é melhor q o muricy chuveirinho, esse não duraria muito tempo, com seu estilo de jogo feio.
    resumindo, foi o melhor para todos, para seleção já q o mano é melhor q o muricy, e para o timão q terá o adilson no lugar do mano.

    Fábio Sallum: Xará,

    O Edu queria ser negociado, mas continua no elenco corinthiano.

    Ele foi trazido pelo próprio presidente e recebe um salário alto, sendo de difícil negociação.

    Espero que seja aproveitado pelo Adilson Batista.

    Nessa troca, acredito que o Corinthians saiu ganhando.

    O Muricy precisa de bastante tempo para trabalhar uma equipe, o que não é possível fazer na Seleção Brasileira.

    Abraços!

  2. Foi o técnico mais estável dos últimos anos no Corinthians.

    Renovou o elenco, formou uma base, ganhou a confiança da torcida, conquistou títulos e saiu aplaudido.

    Perfeito ninguém é, mas o Mano fez o melhor que pode pra honrar a camisa corinthiana.

    Fábio Sallum: Realmente Mano saiu aplaudido pela torcida.

    Mas discordo um pouco de sua opinião e entendo que ele poderia ter feito muito mais comandando o Corinthians.

    Estabilidade realmente é muito importante. A passagem de Carlos Alberto Parreira pelo Timão foi um belo exemplo.

    Mas o ciclo do Mano havia se encerrado após a eliminação da Libertadores.

    Sua saída era questão de tempo.

    Abraços!

  3. […] This post was mentioned on Twitter by Fábio Sallum, Blog do Trio. Blog do Trio said: Leia, no Blog do Trio! RT @FabioSallum Aliás, um texto também sobre o fim da "Era Mano" no Timão: http://tinyurl.com/25wgfvd […]

  4. Fábião, concordo com TODAS as linhas do seu post… acho q o Timão foi quem mais ganhou nessa história mesmo…
    Aliás, absurdo o Corinthians não receber nada da multa rescisória… se o Ricardo Teixeira pagaria para o Flu pq não pro Timão… Coisas do futebol…
    no Cruzeiro o Adilson Batista gostava de colocar o time pra atacar (pelo menos nos jogos q eu assisti), espero q não mude…
    Abraços
    Vai Corinthians!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Fábio Sallum: Wagnão, também espero que o Adilson coloque o time pra frente, mas sem descuidar da defesa e da marcação.

    Certamente o Timão saiu ganhando e torço para que o novo técnico tenha muito sucesso no Parque São Jorge.

    Ao que parece, a ausência de multa estava prevista no contrato redigido após a eliminação na Libertadores!

    Abraços!

  5. O Mano já foi tarde.
    Não ganhou nada. Deixou escapar uma Libertadores fraquíssima, contratou dezenas de jogadores, deixou um folha de pagamento enorme para o Corinthians pagar para jogadores que estão atuando em outros clubes e fez muitos negócios estranhos, com estranha tb foi esta convocação do Jucilei.
    Não se enganem. O Muricy queria a seleção e se não foi deve ter seus motivos. Imagino que foram impostas algumas regras que ele não aceitou.

    Fábio Sallum: Concordo com você, Moura.

    Em relação ao Muricy, a história dele como técnico da Seleção foi muito estranha. O presidente da Unimed hoje negou que tivesse colocado qualquer empecilho à sua saída.

    Acredito que o Mano Menezes vai atingir seus propósitos como técnico da Seleção – o que não se coaduna necessariamente com os propósitos da torcida brasileira.

    Abraços!

  6. “Na Copa do Brasil, realizou uma bela arrancada em uma histórica partida contra o Goiás, mas perdeu o título para o Sport de maneira covarde na Ilha do Retiro”
    Tem certeza que vc assistiu esse jogo?

    Fábio Sallum: Sim, assisti.

    Eu fui no Morumbi no primeiro jogo e, no segundo, assisti na casa de um amigo.

    Estava com bandeirão na mão, faixa “Eu Nunca vou te Abandonar” na cabeça, pronto pra festejar.

    O que vi em campo foi uma equipe que não estava bem e deixou o adversário, num estádio hostil, conseguir o resultado que precisava em lances bisonhos.

    Vi um Corinthians perdido, que não conseguiu marcar um singelo gol para ser campeão.

    Foi uma noite muito triste.

    Abraços.

  7. Fábião, vi o mesmo jogo q vc…
    e ontem fiquei com mais raiva ainda quando vi o Duque de Caxias ganhar do Sport lá na ilha…
    abraços

    Fábio Sallum: Pois é, Wagnão! Foi uma noite muito triste.

    Ainda bem que nem vi essa do Duque de Caxias!

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: