Publicado por: Blog do Trio | 19/07/2010

Vitória 3 X 2 São Paulo

POR RENATO MORAES.

Nação tricolor,

Ocupo este espaço provisoriamente enquanto meu grande amigo e eterno companheiro de Morumbi passeia pelas antigas repúblicas socialistas do leste europeu.

Minha estreia aqui não ocorre em boa hora. Nosso tricolor perdeu pela segunda vez consecutiva, após longa temporada de preparação e em período que antecede partida decisiva da Libertadores.

A derrota veio basicamente em razão de 30 minutos mal jogados: os 15 iniciais do primeiro e do segundo tempo da partida.

A equipe iniciou o jogo num 4-4-2, fugindo do 3-5-2 tantas vezes utilizados nos últimos anos. Diferentemente do que normalmente ocorre, Richarlyson jogou na frente dos zagueiros, ao invés de proteger o lado esquerdo da defesa tricolor. Miranda e Xandão faziam a dupla de zaga e a sobra, normalmente feita por Alex Silva, não existiu.

 

O resultado foi um desastre, principalmente em razão da atuação dos dois laterais. Seja por falta de adaptação ao esquema de jogo adotado, seja por falta de treino, Jr. César e Jean deixaram espaços pelos lados do campo, o que foi muito bem aproveitado por Nino e Egídio, respectivamente na direita e na esquerda.

 

Antes mesmo dos 10 minutos de jogo, Egídio avançou pela esquerda, ganhou de Jean na dividida e, na ausência de cobertura, chutou bem e obrigou Rogério Ceni a fazer ótima defesa. Logo em seguida, o mesmo Egídio, livre, fez excelente cruzamento para a cabeçada de Elkeson, livre no meio dos zagueiros tricolores.

 

Notando a grave falha no sistema defensivo do mais querido, Ricardo Gomes recuou Richarlyson, que passou a atuar improvisado como zagueiro. Mais uma vez o treinador do São Paulo preferiu improvisar o camisa 20 – algo que a experiência já demonstrou não funcionar – a trocá-lo por um jogador da posição.

 

O São Paulo tentava reagir, sem muito sucesso. A saída de bola, normalmente pelo lado direito da defesa, não funcionava. Rodrigo Souto não vinha buscar jogo. Jr. César tinha sérias dificuldades de subir pelo lado esquerdo e Fernandão não aparecia no comando do ataque. Apenas Marlos e Dagoberto se esforçavam para fazer a diferença pelos lados do ataque tricolor.

 

No final do primeiro tempo, quando a perspectiva não parecia muito boa para a torcida, Jean despertou. O lateral improvisado fez típica jogada de volante que sabe jogar, vindo de trás com a bola, tabelando com Marlos e acertando um bom chute no canto esquerdo do goleiro Viáfara.

 

Com o ínicio do segundo tempo, o apagão da primeira etapa se repetiu. Em cruzamento despretensioso, Schwenck cabeceou e fez o segundo gol baiano. O detalhe do lance é que o centroavante rubro-negro, um jogador alto e reconhecidamente forte no cabeceio, era marcado por Jr. César, cujas qualidades não incluem o jogo aéreo. Caberia a Miranda, zagueiro que atua pelo lado esquerdo da defesa, fazer a marcação sobre o atacante do Vitória.

 

Logo em seguida, em jogada pela esquerda, o ataque do Vitória ficou com 2 jogadores contra apenas Jr. César na defesa. Sem cobertura na zaga, ficou fácil para o veterano Ramon ampliar o placar.

 

Na tentativa de reverter a situação, Ricardo Gomes tirou Dagoberto e Marlos, substituindo-os por Fernandinho e Cléber Santana. A substituição de Dagoberto até era justificável. O atacante já tinha cartão amarelo – fato rotineiro na vida de Dagol e que merece um comentário separado – e Fernandinho efetivamente botou fogo no lado esquerdo do ataque tricolor. Já a saída de Marlos contribuiu para cadenciar o jogo do São Paulo, tirando o poder de agressão pelos lados do campo, o que é incompatível com a intenção de empatar a partida.

 

Após o gol de Fernandão, o São Paulo pressionou e chegou perto do empate, que infelizmente não veio.

 

Não se pode utilizar as partidas contra Vitória e Avaí como um prenúncio do que ocorrerá na Libertadores. As falhas do São Paulo foram pontuais e podem ser corrigidas a tempo. As más atuações nos jogos valem, todavia, como um alerta ao time, tanto no tocante ao torneio sul-americano,  como no prosseguimento do Campeonato Brasileiro.

 

Renato Moraes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: