Publicado por: Blog do Trio | 12/07/2010

A grande final – Parabéns, Fúria!

Amigos do Trio,

 

A finalíssima da Copa 2010 mostrou, no seu início, um time alegre com vontade de vencer e outro cansado de jogar bonito e perder.

A Espanha foi pra cima, com seu toque de bola envolvente, buscando o gol desde o primeiro minuto.

Foram poucas as chances de gol, com destaque para a cabeçada perigosa de Sergio Ramos.

Os holandeses, em nome da competitividade, abusaram das faltas – muitas delas violentas.

Ficou barato para a Laranja terminar os primeiros 45 minutos com 11 homens em campo.

Intervalo e os times voltaram como começaram.

Del Bosque fez duas substituições para ganhar.

Colocou o veloz e habilidoso Jesus e, ao final, Fabregas

A Espanha continuou a pressionar, tendo como sua maior arma defensiva a posse de bola.

Villa perdeu uma grande oportunidade, mas, apesar do pouco volume de jogo, a maior chance desperdiçada no segundo tempo foi da Holanda, graças ao talento e velocidade de Robben.

Em outra arrancada, deixando Puyol caído, o craque holandês quase cavou um pênalti, algo que, naquela altura do campeonato, seria decisivo.

Pela quinta vez na história a decisão da Copa do Mundo iria para a prorrogação.

E quando todos esperavam a decisão por pênaltis, repetindo o acontecido em 2006, Iniesta escreveu o nome da Espanha na galeria dos Campeões Mundiais.

Com um chute forte, cruzado, venceu a muralha holandesa, colocando lágrimas no rosto daqueles que mais uma vez ficariam sem erguer a taça.

A Holanda é uma espécie de Atlético/MG do futebol mundial.

Tem fama de grande, jeito de grande, pensa que é grande, apesar de nunca ter ganho nada.

O Galo, ao menos, venceu em 1971; os laranjas, nem isso.

O título está em boas mãos.

Venceu a equipe que menos se afastou de suas características e que jogou para vencer.

A Copa da África se foi e talvez o seu grande legado tenha sido a idéia de que mesmo em tempos em que é mais importante não perder do que vencer, um pouco de ousadia é essencial para diferenciar aqueles que passam daqueles que passam para a história.

 

guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

 HTTP://twitter.com/guirmmendes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: