Publicado por: Blog do Trio | 01/07/2010

Qual será a casa do Corinthians?

Nação Corinthiana,

Nesta época de Copa do Mundo, o noticiário esportivo a respeito do futebol nacional não avança além de velhas novelas.

As duas principais tratam a respeito da saída do goleiro Felipe e da construção do tão sonhado estádio do Corinthians.

Sobre Felipe, eu recomendo o belo texto da Larissa Beppler, que trata do assunto com a seriedade que o mesmo merece. E ainda solicito que os torcedores ouçam o lado do atleta antes de hostiliza-lo com base exclusivamente em “notas oficiais”, declarações de dirigentes, aspones e coisa que o valha.

Em relação ao segundo assunto, muitos leitores tem solicitado que eu me manifeste a respeito.

Honestamente, é difícil tratar com seriedade de um assunto que, por ora, é objeto de muita especulação e quase nada de concreto.

Ao que parece, há dois projetos principais disputando a atenção dos conselheiros do Corinthians.

O primeiro, localizado em Guarulhos, é intermediado pelo conselheiro Edgard Soares e, em tese, seria construído pelo Banif e por um grupo de empresas. Apesar do grande empenho de Soares pelo projeto – que tem feito um intenso corpo-a-corpo dentro do clube -, foram realizadas duas reuniões perante o Conselho Deliberativo do clube sem que houvesse um consenso a respeito do mesmo.

Pesa contra tal projeto o próprio envolvimento de Edgard Soares, que, quando indagado, não soube explicar se recebeu algum tipo de comissão para apresentá-lo.

Não bastasse isso, alguns conselheiros do clube entraram em contato com as empresas supostamente envolvidas no projeto, as quais negaram que subsidiariam tal construção. Com isso, teme-se que o dinheiro para a construção de tal arena venha de origem desconhecida, a exemplo do ocorrido com a parceria com a MSI.

O segundo, defendido por boa parte da diretoria do clube, seria realizado no terreno de Itaquera e teria sua construção bancada pelo próprio Corinthians, através de empréstimo realizado junto ao BNDES. Ainda não foram apresentados maiores detalhes do projeto, o que deve ocorrer após o retorno do presidente Andrés Sanchez da África do Sul.

Além disso, há o projeto municipal de arena no bairro de Pirituba, praticamente finalizado e apresentado em substituição à malfadada candidatura do Morumbi à Copa de 2014. O estádio seria bancado através de uma Parceria Público Privada, na qual estariam envolvidas empresas indicadas pela FIFA, e seria construído pela Odebrecht.

Para tornar tal projeto viável, a Prefeitura de São Paulo precisa realizar a desapropriação da área para a obra, que contempla ainda construção de um centro de convenções. Ainda, será necessário elaborar novo plano de mobilidade urbana para a criação de uma rede de transporte público para servir ao local.

Como podemos ver, há uma gama de interesses envolvidos na construção de arenas na cidade. Mas quais destes interesses se coaduna com o que é melhor para a cidade, para o Corinthians e para todos os cidadãos?

Ao meu entender, enquanto não for decidido se realmente será levantado o estádio em Pirituba, não há que se falar nos dois projetos de arena corinthiana.

Tal fato acarretaria a construção de duas novas praças, que, ao lado do Pacaembu, poderiam se transformar em elefantes brancos, gerando prejuízos a seus mantenedores.

Obviamente, a chance da hipótese acima ocorrer é muito pequena.

Mas, para tanto, é necessário que Corinthians, Poder Público, CBF e FIFA se reúnam para definir qual a melhor saída. Prosseguir com essa briga de maquetes realizada no Parque São Jorge antes disso será inócuo e só servirá para gerar disputas políticas motivadas por interesses que não necessariamente sejam benéficos ao clube.

fabiosallum.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/FabioSallum

http://www.formspring.me/FabioSallum

Anúncios

Responses

  1. E ai Fabio, tudo blz.
    Cara ando meio sumido por conta que minha vida ta uma bagunça por motivo de mudnça de cidade, mas sempre que posso dou uma olhadinha nos blogs dos amigos.
    Em relação ao post eu confesso que não saberia afirmar se ter um estadio é assim uma coisa tão boa ou impressendivel para qualquer clube. Vejo o caso do São Paulo que vira e mexe acaba fechando no vermelho em relação ao seu estádio. Sem contar que o Corinthians tem onde jogar, se não tivesse até poderia ser, mas isso esta me parecendo muito mais corrupção que realmente interesse em fortalecer o clube.
    Um abraço.
    Obs: Também postei em meu blog esse matéria, com os devidos créditos é claro.

    Fábio Sallum: Fala, Cléber!

    Realmente você anda sumido!

    Um estádio é uma importante receita pra um clube, desde que seja utilizado como uma arena multiuso.

    Como o Corinthians, assim como o Flamengo, é um clube de massa, não teria grandes dificuldades para encher a sua capacidade em partidas corriqueiras – coisa que já não acontece com o São Paulo, por exemplo.

    Ter um estádio não é imprescindível. Mas, se bem explorado, pode gerar muitos lucros.

    Obrigado!

    Abraços!

  2. Fábio, tenho acompanhado as notícias a respeito “dos estádios” do Timão com grande apreensão. Segundo as notícias dos “bastidores” (sim, com aspas, já que não dá para confiar cegamente que são verdadeiras) todas as três opções estão envoltas em sombras de desvios e comissões. Penso, que a opção mais moral seja mesmo o estádio de Pirituba (se realmente houver um), já que haverá um padrão mínimo a ser atingido para a abertura da copa. Que os órgãos executores/fiscalizadores são tendenciosos à corrupção (Fifa, CBF, governo(s), e conselheiros do Corinthians) já sabemos, mas pelo menos os holofotes estariam apontados para a obra e haveria garantias de investimento privado e de transporte na região. Mas como corinthiano, continuarei apreensivo até vermos as conseqüências de qualquer uma das escolhas.

    Fábio Sallum: Concordo com você.

    Não dá para confiar em nenhum dos projetos apresentados, pelos motivos que você expôs.

    Infelizmente, isso é uma pena, pois falta seriedade para conduzir a questão com a isenção necessária, buscando como finalidade apenas o bem do clube e do torcedor.

    O projeto de Pirituba já está pronto. O prefeito Kassab viajou à África do Sul para discuti-lo com a FIFA.

    Se eu tivesse que apostar em algum, seria nesse.

    Abraços!

  3. Fala Fabião,

    Vamos conversar mais sobre este tema, ente mais no msn.

    Tenho várias dúvidas e comentários a fazer sobre a localização ideal para nosso estádio.

    Tem que ser um local bem localizado, mas isso, ao meu ver não quer dizer necessariamente que seja numa região central como o Pacaembu, mas sim num ponto de extrema concetração de corinthianos.

    Claro que estamos em todos os pontos da cidade, mas com certeza deve ter locais em que somos mais presentes.

    Enfim, temos vários comentários à respeito, que evidentemente não cabem num único comentário

    Fábio Sallum: William, meu amigo!

    Em relação ao local de construção do estádio, esse ponto que você levantou é muito relativo.

    Há uma grande concentração de corinthianos em praticamente todas as áreas da cidade.

    Deve ser considerada, sim, a questão da acessibilidade do local.

    Neste quesito, Itaquera larga na frente. O Corinthians já detém a posse do terreno, que possui estação de metrô em frente e pode ser acessado pela Radial Leste e pela Rodovia Ayrton Senna.

    Certamente traria grande desenvolvimento para o bairro, bem como a valorização da região.

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: