Publicado por: Blog do Trio | 10/06/2010

A falácia está em outro lugar!

Amigos do Trio,

Vendo o texto abaixo, escrito por nosso amigo Fábio Sallum, creio que alguns esclarecimentos se fazem mais que pertinentes, mas sim vitais.

Inicialmente, infelizmente vemos que o assunto, e aí me refiro a toda a mídia, não é tratado com a necessária e esperada imparcialidade e seriedade. Toda essa questão envolvendo a candidatura do Morumbi a sede da Copa de 2014 sempre foi tratada ou com grande interesse financeiro, consistente na construção de um novo estádio, ou influenciada pela paixão clubística.

Claro que ninguém quer ver a Copa do Mundo acontecendo no estádio do rival.

Pergunte a um torcedor do Boca Juniors qual foi o sentimento ao ver a final da Copa do Mundo sendo realizada no Monumental de Nuñes, estádio de seu grande rival River Plate. Muitos Xeneizes afirmam que tal fato “manchou” a conquista de 1978.

E, nessa toada, vemos textos carregados na paixão, onde expressões como “pessoal do Jardim Leonor” e montagens fazendo troça do Morumbi reinam absolutos.

Mas vamos aos fatos propriamente ditos.

Inicialmente nosso amigo faz menção à “imprensa São-Paulina”.

Ora, qual é essa imprensa São-Paulina?

Alguém, por favor, me apresente!

Pois até agora, o que eu mais li foi meio de comunicação batendo, e batendo forte na candidatura do Morumbi.

No começo do ano, conversando com um amigo, Palmeirense, ouvi a seguinte frase: “O São Paulo tem que resolver logo essa questão do Morumbi. O Clube está sangrando diariamente na imprensa. Não sei até onde vai aguentar”. Com o que tive que concordar integralmente.

O que vimos foram os fatos negativos estampados em manchete, enquanto os positivos eram trazidos em notas, e, mesmo assim, cheio de ressalvas e reticências.

Como expoente deste movimento temos o jornal O Estado de São Paulo, que, dias antes da FIFA aprovar o projeto final (o tal projeto de 630 milhões), afirmou categoricamente, e com letras garrafais, que o Morumbi seria excluído da Copa pela FIFA.

Seguindo, o texto afirma que o São Paulo blefou o tempo todo, estando sempre em busca do dinheiro público para reformar o estádio. Que os diretores sempre souberam do real valor da obra.

Ora, então sugiro que nos seja explicado o que não eu certo ao longo deste caminho.

O dinheiro público não veio? Mas estava prometido? Quem prometeu? Foi vetado por quem?

Ora, queremos fatos, nomes.

A verdade é que nunca existiu blefe algum.

Nunca existiu esperança de se contar com dinheiro público.

Qualquer criança de 5 anos é capaz de saber que nenhum político em sã consciência injetaria dinheiro público na reforma do Morumbi. Isso seria o maior suicídio político da história.

Ademais, se a diretoria sempre soube que a obra estava orçada em R$ 630 milhões, por qual motivo, então, alardeou inicialmente que os custos girariam em torno de R$ 200 milhões?

Para hoje fazer papel de palhaço perante todos, com um valor 3 vezes maior?

Acho que não, né!

A diretoria do São Paulo tinha uma previsão orçamentária inicial que girava em torno de R$ 150 a 250 milhões.

O problema foi que a FIFA, não sei a qual pretexto, foi aumentando as exigências. O São Paulo foi aperfeiçoando o projeto, que, claro, foi se encarecendo.

Até que chegamos aos inviáveis R$ 630 milhões.

Para uma obra de R$ 250 milhões o São Paulo tem, sim, condições de angariar recursos, através do empréstimo do BNDES e dos parceiros já anunciados, quais sejam, Volkswagen, Visa, Nestlé e construtora Camargo Corrêa.

Portanto, o Clube NUNCA contou ou esperou por recursos públicos para financiar a obra.

A questão gira, unicamente, em torno das exigências da FIFA. Muito maiores que as pensadas nos projetos iniciais. E que tornaram o projeto financeiramente inviável.

Quanto ao futuro, este segue, como sempre esteve, absolutamente turvo e nebuloso.

É bem capaz mesmo que a FIFA exclua o Morumbi.

Se não pelo projeto que o São Paulo bancará, mas, sim, pelo “retrocesso” de projetos.

O projeto de R$ 630 milhões era fantástico. O de R$ 250 milhões é bom.

Como tudo na vida, depois que vemos o excelente, não costumamos nos contentar com o apenas bom.

Esse deverá ser o raciocínio da FIFA.

Qual a saída?

Não sei! A construção de um novo estádio, o tal Piritubão?

Para se fazer o que com ele depois da Copa?

Apenas disputar clássicos entre Corinthians, Palmeiras e Santos?

Acho pouco ein!

Mas isso é assunto para outros posts.

Acho esse post importante para trazemos à realidade alguns fatos imprescindíveis nessa história toda. Claro que, como São-Pualino, gostaria muito de ver o Clube executando o tal projeto de R$ 630 milhões.

Contudo, não é possível. Fazer o que! A vida continua!

Por fim, só peço uma coisa: Seriedade minha gente, Seriedade!

Aurélio Camargo

aurelio.camargo@blogdotrio.com.br

Siga-me no Twitter: http://twitter.com/aureliocamargo

 

Anúncios

Responses

  1. Parabéns, Aurélio!
    Onde eu assino?
    Infelizmente não vemos em lugar nenhum esse assunto sendo tratado com seriedade!!
    Como disseram num putro texto seu, vc é a voz do SPFC na internet!!!!!
    Sai fora dessa blog com esse outro imbecil aí….

    Eduardo,
    Incialmente, obrigado pelos elogios.
    Quanto ao Blog, o Blog do Trio é um espaço democrático, onde todos tem o direito de expor suas opiniões.
    O Fábio é, além de um grande amigo, um maravilhoso companheiro de Blog!
    É daí que nascem as grandes idéias, de discussões travadas, acima de tudo, com muito respeito!
    Esse é o espírito do Blog do Trio!
    Opiniões divergentes, mas com o respeito e o companheirismo acima de tudo!
    Abraço,
    Aurélio

  2. Aurélio,

    Eu gosto muito dos seus textos, mas acho que o seu amor pelo SPFC está te deixando cego.

    Ignorar que existe um setor na imprensa esportiva que exalta tudo o que vem do SPFC é fechar os olhos para a realidade.

    Em nenhum momento empresas como Volkswagen, Visa, Nestlé e Camargo Corrêa se apresentaram publicamente como parceiras do novo projeto do Morumbi.

    Assim como você pede seriedade, nós leitores pedimos sensatez.

    Parabéns a todos pelo Blog!

    Caro Jaime,
    Não sou levado por amor ao clube, não!
    Claro que queria (quero) ver o Morumbi sediando a copa. Contudo, fui incisivo em afirmar que foi o clube quem não teve fôlego em arcar com as exigências da FIFA. Saimos para dançar e não aguentamos o ritmo..
    Admitir isso é ter paixão clubística?
    Contudo, o que não aceito é a distorção dos fatos.
    Se alguém afirmar que o SPFC bancou a brincadeira e depois não teve fôlego para acompanhar, assinarei embaixo.
    Agora, essa ladainha toda de dinheiro público, blefe com a FIFA, etc. é ladainha furada, conversa de torcedor.
    Vamos tratar o assunto com a devida seriedade!
    Por fim, vc acha mesmo que o São Paulo anunciaria parceiros que não tem?
    Ora meu caro Jaime, não me faça rir!!
    Abraços,
    Aurélio Camargo

  3. Olha Aurélio, o São Paulo com certesa diria que tem parceiros mesmo sem os telo, disse atravez de um diretor 2 semanas atras que não entregaria um projeto a FIFA se não pudesse cumpri-lo, e ai está, não tem condição.
    Qualquer criança de 3 anos sabe que o SPFC, blefou sim e tinha a esperança de pegar dinheiro publico, sabe que o estádio é ultrapassado, e o pior, na verdade não quer a construção de outro estádio na cidade, pois sabe que os shows que são hj as maiores receitas fora os patrocinadores serão escassos, o que torna o elefante branco maior ainda.

    Caro Fabiano,
    Traga qualquer indício do que vc está falando!
    Abraços,
    Aurélio

  4. Aurélião, posso te jurar q não estou nem aí se vai ser no Morumbi, no Palestra ou na Vila a copa… só q só respondo por mim…. assisto os jogos mas nem ligo pra seleção….
    Agora sobre o q fazer com o estádio se for feito em Pirituba após a copa te faço outra pergunta então: o q fazer com o estádio q farão em Manaus, Brasília e Cuiabá? e o q eles farão com TODOS os estádios Africanos após essa copa? o pessoal tá querendo dar óculos à cego…
    Dentre esses acho q talvez o de Pirituba faça mais sentido…
    Não acho justo colocar dinheiro publico num bem particular, muito menos construir um bem público e ceder à qualquer q seja o clube de futebol mas construir um novo estádio público, acho q é a única solução para a copa…
    Abraços

    Concordo plenamente com vc.
    São todos elefantes brancos. Não terão qualquer serventia após a Copa.
    Vão construir estádios de milhões para time jogar a série D depois da Copa.
    Esse papo de Copa e Olimpíada no brasil é política do pão e circo.
    O povo fica todo feliz, achando que o Brasil é um espetáculo. Enquanto isso, nossa polícia mata motoboy a queima roupa, nossa população passa fome, morremos de febre amarela e dengue, e por aí vai!
    Assim caminha o Brasil meu caro Wagner. Assim caminha o BRasil!
    A base do pão e circo!
    Abração,
    Aurélio

  5. O problema do Sallum é que como corintiano padece da enorme inveja do São Paulo.
    Parafraseando Conrado Giacomini, o São Paulino é tudo que o corintiano queria ser. O que o corintiano mais quer é ter um passaporte, ter um estadio e ser o maior carrasco do Palmeiras.

    Fábio Sallum: Jair, fique tranquilo! Eu não tenho nenhuma inveja pelo São Paulo.

    Mas eu não vou discutir.

    Afinal, o freguês tem sempre a razão!

    Abraços!

  6. Na verdade, se vc acompanhar melhor os noticiários esportivos, vai ver que alguns dos diretores mais influentes do SPFC (MAC e Leco) declararam nos últimos dias que o governo ou a Fifa deveriam auxiliar o SPFC a executar o projeto pois, a maior beneficiada em tudo isso será a cidade…

    Ou seja… a notícia que surgiu ontem dizendo que nesses 2 anos nada mais foi feito do que tentar ¨manobrar¨ uma maneira de se investir dinheiro governamental na história se comprova, pois é o que estamos vendo hoje…

    O amor clubístico sempre vai prevalecer nessa questão mas eu… apesar de corinthiano fanático, imagino que o projeto HOJE, que está mais apto a receber uma partida de Copa, é a Arena Palestra, pois é um projeto moderno, totalmente privado e que, com investimentos da prefeitura em seus acessos e entornos estará muito à frente do Morumbi…

    Se vc, como são paulino, não enxergou isso… é pq vc, da mesma forma que todos os outros tricolores não aceita a existência de uma opção ao Morumbi, como é o caso da Arena Palestra e, como será o caso do Projeto Banif, que tem grandes chances de ser aprovado pelo CD corinthiano no próximo dia 28/06 e tbm será uma opção privada, sustentável e moderna, para receber jogos da Copa…

  7. Salum,

    Vc não quer ter passaporte, estadio e ser carrasco do Palmeiras tanto quanto a raposa não queria as uvas.

  8. Godoi,

    O problema aí é que otanto corintians como palmeiras não apresentam projetos; Preferem continuar sendo pedra a correr o risco de se tornarem janelas. Além disso, é muito dificil que a Arena palmerenses saia do papel, pois existem muitas irregularidade a serem corrigidas e aprovadas no projeto. A chance de ela ficar pronta em 2014 é praticamente nula, mas se os dirigentes suinos tivessem um minimo de competencia, eles estariam sim a apresentando como alternativa. Na verdade, o criticos do morumbi nas esferas mais altas parecem estar muito interessados na verba para construir outro estadio, mesmo que isso signifique o abandono do pacembu


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: