Publicado por: Blog do Trio | 29/04/2010

Perigoso Tropeço!

FLAMENGO 1 X CORINTHIANS

(Crédito: Cleber Mendes/Lancenet)

Nação Corinthiana

A ansiedade tomou conta de todos nós após a definição de quem seria o nosso adversário nas oitavas-de-final da Copa Santander Libertadores: o Flamengo.

Teríamos pela frente uma grande equipe que, após ser campeã nacional no ano passado, padeceu com erros de comando e a falta de envolvimento de seus atletas, encontrando-se afundada em uma grande crise.

E como me alertou um grande amigo, enfrentar time grande em crise é sempre uma tarefa complicada.

Pelo lado alvinegro, o clima era de falsa tranqüilidade. Apesar de ter se classificado com o melhor aproveitamento da competição, o Corinthians não apresentava um futebol seguro e de qualidade.

Para piorar, sua fenomenal estrela passava pelo pior momento desde que vestiu o manto alvinegro, virando objeto de crítica da torcida e chacota da imprensa.

A imprensa, aliás, tratou de resumir o confronto em um mero embate particular entre Adriano e Ronaldo, como se as tradições centenárias das equipes de maior torcida no mundo não tivessem qualquer grau de importância.

Infelizmente, o espetáculo do Clássico do Povo ficou muito prejudicado em função da chuva que assolou o Rio de Janeiro. O gramado do Maracanã parecia um pântano onde a bola simplesmente não rolava, o que forçava os jogadores a abusar de lançamentos e chutões.

A partida começou equilibrada e bastante disputada. Se por um lado, Ronaldo tinha grandes dificuldades para se movimentar e dominar a bola, Adriano também pouco produzia em campo.

Nas disputas de bola, era água para todo lado e poucas faltas – ao menos, no entender do árbitro Carlos Amarilla.

O Flamengo tinha mais facilidade de avançar pelas laterais – sobretudo a esquerda -, enquanto o Corinthians se arriscou com duas faltas cruzadas na área.

E com a expulsão de Michael aos 37 do primeiro tempo, o pensamento da Fiel era um só: o gol do Timão é questão de tempo. Mas não foi o que aconteceu.

No segundo tempo, o campo estava mais seco, mas a bola ainda não fluía com toda a sua perfeição.

Num lance bobo, Moacir, que até então se mostrava muito bem em campo, derrubou Juan na área alvinegra, sendo assinalada a penalidade máxima. Adriano bateu de forma indefensável para Júlio César e definiu a partida.

O Corinthians manteve maior posse de bola, mas sem conseguir concluir com eficácia. A dependência de Ronaldo como um definidor da equipe se mostrou mais uma vez como uma estratégia equivocada, haja a vista a má-fase do camisa 9 – o qual sequer conseguiu fazer uma finalização.

Não consigo entender porque Mano Menezes deixou de lado a formação vencedora de 2009, com ataque formado por Dentinho, Ronaldo e Jorge Henrique. Este último tem se mostrado claramente insatisfeito por ter sido preterido pelo treinador, ocupando a reserva do camisa 17.

Além disso, Elias não estava em uma noite boa, tendo muita dificuldade para fazer com que a bola fluísse pelo meio do campo. A partida de ontem, em um campo enorme e pesado, não era para Danilo.

A verdade é uma só: o Flamengo esteve muito mais próximo do segundo gol do que o Timão do empate. Felizmente, Júlio César calou os críticos e se mostrou muito seguro embaixo das traves, salvando o Corinthians de uma derrota mais elástica. De longe, o melhor do jogo.

Vimos um Timão covarde em campo, que não soube aproveitar da vantagem numérica que tinha em campo. A maldita mania retranqueira do treinador, bem como a falta de opções de centro-avantes com qualidade no elenco, impediram que fosse possível arrancar o empate.

Das opções que temos, o mais próximo de um reserva do Ronaldo seria Iarley, e não Souza. Com a entrada de ambos, bem como de Jorge Henrique no lugar de Dentinho, aumentou a movimentação da equipe, mas sem qualquer efetividade.

Precisamos verificar que Ronaldo e Mano Menezes possuem grande parcela de responsabilidade pelo ocorrido, mas não são os únicos. No mesmo balaio, podemos colocar a comissão técnica, o departamento médico e, sobretudo, a diretoria de futebol, que atribuiu superpoderes ao técnico e se omite diante de reiterados equívocos cometidos.

Na próxima quarta-feira, teremos uma difícil parada, visto que teremos que vencer por dois gols de diferença. O Flamengo é uma equipe mais fraca que o Corinthians, mas não pode ser subestimada.

A classificação será dura, mas está longe de ser impossível.

Ronaldo precisa deixar seus problemas pessoais de lado e decidir se quer continuar a ser jogador de futebol ou viver dos louros da grande trajetória que teve. COMPROMETIMENTO é fundamental e entendo que o Fenômeno ainda não entendeu o grau de importância da disputa da Libertadores para o torcedor corinthiano – bem como não imagina a ira da Fiel diante de uma possível desclassificação numa situação como a atual.

Já o treinador deve fazer o óbvio: focar-se EXCLUSIVAMENTE no rendimento da equipe, colocando em campo os melhores jogadores, baseando-se apenas em suas qualidades técnicas. Além disso, deve fazer o Corinthians jogar como time grande, sendo ofensivo e se apresentando sem medo de vencer.

Apesar da ABSURDA extorsão da torcida praticada por nossos dirigentes, o Pacaembu deve estar cheio na próxima quarta-feira.  Sem dúvida, será a partida mais importante do ano e decisiva para continuar o sonho do Centenário.

A preparação dos próximos dias será fundamental e, ao menos, temos uma certeza: a Fiel vai cantar e empurrar o time rumo à classificação.

O Corinthians tem mais time e tem tudo para chegar às quartas-de-final. Basta jogar como Corinthians.

RAÇA TIMÃO, VOCÊ É TRADIÇÃO!

fabiosallum.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/FabioSallum

http://www.formspring.me/FabioSallum

Anúncios

Responses

  1. Fábião, nesse post vc se superou… belíssimo texto e concordo com todas as letras q vc escreveu… pergunta q não quer calar: o q aconteceu com o futebol do J. Henrique? Pai do céu, como tá jogando mal…
    justiça seja feita, Chicão e o Júlio César (Pequeno Gafanhoto) foram bem…
    como fiquei nervoso ontem a noite hein… p.. sensação q dava pra ganhar fácil e o Timão perde… fiquei irado!!!
    Agora, no Paca, tem q ser pressão desde o começo até o fim do jogo… acho q o Timão só passa se jogar igual jogou na copa do brasil com o goiás (jogo das uvas)….
    Mas ainda dá…
    Abração e mais uma vez parabéns pelo texto
    Vai Corinthians!!!!!!!!!!!!!!!!

    Fábio Sallum: Wagner, eu tive que esperar muito o sangue esfriar, antes de escrever.

    Se fosse falar após o jogo de ontem, não iria sair coisa boa.

    Obrigado pelo carinho de sempre e pelas palavras.

    O Jorge Henrique já demonstrou em entrevistas que está insatisfeito com o técnico, chegando a se especular a respeito de uma ida dele para o Fluminense. Seria realmente uma pena.

    Acredito que ambos devem conversar, tendo em vista o bem da equipe.

    Aquele jogo contra o Goiás foi um momento mágico do Timão, o qual me encheu de muito orgulho. A cada rodada, eu torço para que os jogadores recuperem aquele espírito que nos levou a uma importante arrancada.

    Tenho certeza de que a torcida vai fazer a parte dela na quarta-feira. Mas o Corinthians precisa corresponder em campo.

    A classificação é difícil, mas temos grandes chances de vencer esta batalha.

    Haja ansiedade até quarta!

    Abraços!

  2. E ai Fabio, tudo blz.
    Ainda bém que futabol não é matámatica, e por ser um jogo tudo pode acontecer.
    Ontém o 1 x 0 acabou saindo barato, se o mengão faz mais um a coisa ficaria muito difícil, e é nisso que nós flamenguistas podemos lamentar, do resto o time manteve a mistica história de vencer jogos que todos acham impossivél.
    Na minha opinião a classificação ainda está aberta, o timão tem condições de reverter o resultado, mas vou discordar de vc em relação quando cita que o Corinthians é melhor, o timão esse ano está muito abaixo que seu elenco pode render, assim como o próprio Flamengo, ambos tem bons elencos mas ainda não tem um bom time, e com essa vitória pode ter certeza que a pressão mudou da gávea para o Pq. São Jorge
    Um abraço e até quarta.

    Fábio Sallum: Fala, Cleber!

    As coisas devem estar mais tranquilas por aí, certo?

    Como eu disse, o Flamengo só não fez mais gols porque Júlio César esteve muito bem ontem. Chicão também merece uma honrosa citação.

    Sejamos francos: tirando o gol de pênalti, o Adriano não fez mais nada em campo.

    Eu acredito que o elenco do Corinthians é melhor, mas ainda são equipes que estão precisando se ajustar.

    E, assim como no Parque São Jorge, é preciso ainda fazer sérios ajustes durante os treinos na Gávea. E, claro, o Flamengo precisa de um treinador experiente para colocar ordem na casa.

    O embate no Pacaembu será imperdível e emocionante!

    Abraços!

  3. Fábio,

    Não vou nem comentar o jogo de ontem.
    Prefiro acreditar que no Pacaembu vamos ganhar com diferença de dois gols pelo menos.
    Gostaria de comentar sobre os abusivos preços dos ingressos. Quando fiz o plano para a Laranja não imaginava que os preços seriam desta ordem.
    Em casa além da laranja meu filho tem o plano da arquibancada (organizada). Normalmente compramos 4 ingressos para a laranja e dois para a arquibancada.
    Vou cortar dois ingressos da laranja. A R$ 150,00 cada teria que gastar R$ 600,00. Eu não estou com esta bola toda…
    Não sei se não está correto este “capricho” do nosso presidente vetando o Morumbi. Só sei que está saindo saindo muito caro aos torcedores.
    No Morumbi teríamos com certeza o dobro de torcedores e os preços dos ingressos poderiam ser menores.

    Fábio Sallum: Realmente é uma despesa muito pesada, João.

    Eu entendo que, independente de Pacaembu ou Morumbi, os preços dos ingressos estão completamente fora da realidade.

    Se o Andrés não consegue se acertar com o Juvenal e prefere fazer barulho na imprensa pra agradar a massa, o ônus da questão não pode ser repassado ao bolso do torcedor.

    Abraços!

  4. Fala Fabio,

    Concordo com seu texto, mas faço apenas uma ressalva: O Moacir leva várias bolas nas costas todos os jogos. Ainda pensava comigo na hora do jogo: a gente um dia ainda vai se dar mal com esse espaço na direita. Só não imaginava que seria ontem! A do penalti foi só mais uma que ele levou, mas enfim, parece que é existe uma “maldição dos laterais nas oitavas de finais de libertadores”!

    O Ronaldo é inacreditavel, não dá nem para comentar.

    Agora: que partida do Chicão!!! não passou nada no seco, no molhado, no encharcado, por cima, por baixo!! Ele tirou todas! Tomara que seja assim quarta, porque não podemos de maneira nenhuma tomar gol!

    Abraço

    Fábio Sallum: Realmente o Moacir anda falhando na marcação, mas ainda tem crédito.

    Esperamos que o Alessandro possa se recuperar logo, para melhorar a briga pelo setor.

    Verdade seja dita, o Chicão ontem voltou a ser o xerife que encantou a Fiel.

    Esperamos que ele tenha reencontrado seu bom futebol!

    Abraços!

  5. Fabião, blz?

    Seguinte tivemos até certo ponto o domínio do jogo, mas sem qualquer efetividade.
    Foi uma derrota dura de assimitar porque perdemos por pura falta de ousadia do Mano.
    Pô com um a mais tínhamos que ter tirado alguém de mais marcação para colocar ou um jogador de meio campo mais ofensivo ou mais um atacante de velocidade.
    Não podemos deixar de falar que o campo destruiu qualquer chance de termos um jogo bem jogado, e nessa nosso time foi mais prejudicado.

    OUtra coisa, nesse ano o Ronaldo está inegavelmente pior que no ano passado, mas outro fator importante que se deve ressaltar que infelizmente não temos mais jogadas de qualidade no meio de campo. Isso mesmo, o Douglas está fazendo uma falta monstruosa. Logo ele que para muitos era sonolento e indigno de vestir nosso manto. Valeu bizinis de botequim!

    O recado que deixo para o Mano é que temos de ser ousados o jogo inteiro. Não adianta encher o time de atacantes faltando 15 minutos para o fim.
    Temos que surpreender o FLA deste o início.
    Ex. Na últimia hora, antes do jogo iniciar podemos surpreender na escalação com o seguinte time.

    Repito temos que ser ousados, pois aposto que o FLA está certo do conservadorismo do MANO

    Felipe
    Alessandro ( melhor na marcação, talvez consiga parar o Juan.)
    Chicão.
    William
    Roberto Carlos.

    Ralf ( Jucilei)
    Elias ( Jucilei)

    Danilo ( mais à frente armando as jogadas)

    Dentinho ( Defederico)
    JOrge Henrique ( Iarley)
    Ronaldo

    Fábio Sallum: William, o Corinthians não pode ter medo de vencer.

    Acredito que Mano Menezes precisa voltar a usar o vitorioso 4-3-3, com Dentinho, Jorge Henrique e Ronaldo/Iarley.

    Douglas realmente faz muita falta, mas agora temos que nos acostumar com Danilo.

    Apesar de difícil, acredito que o Timão tem plenas chances de ultrapassar o time do Flamengo.

    Tecnicamente, somos muito melhores.

    Faltam 2 dias!

    Abraços!

  6. O que a gente é obrigado a ler. J. Henrique brigado com o técnico. Quem falou? Já sei. “Até as árvores do PSJ sabem”. Muito manjado. Antes o Dentinho era banco porque não era Mano do Leite, agora quem não é o J. Henrique.?

    Outra coisa interessante: Timão covarde no Maracanã? Puta ofensa cara. Gratuita. Faz o seguinte, dá bastante manivela, quem sabe os “loucos” acreditam nisso, e o Timão perde do Mengo, eles invadem quebram tudo, matam algum “covarde” e ai ficam todos felizes né?

    Vou ler o NCDJs.

    Fábio Sallum: Nunca li tanta bobagem junta.

    Acho que você está me confundindo com outra pessoa. Eu não falo com árvores.

    Sua ira é com outro blogueiro e, particularmente, eu não tenho nada a ver com isso.

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: