Publicado por: Blog do Trio | 13/04/2010

Eleição do Clube dos 13 e Copa 2014

Nação Tri-Mundial,

Fabio Koff venceu a eleição para a presidência do Clube dos 13.

Derrotou o ex presidente do Flamengo Kléber Leite, candidato apoiado pela CBF, pelo placar de 12×8.

Votaram a seu favor: São Paulo, Flamengo, Palmeiras, Fluminense, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Sport, Grêmio, Inter, Guarani, Bahia e Portuguesa.

Já para o folclórico ex presidente do Flamengo: Corinthians, Santos, Cruzeiro, Botafogo, Goiás, Vitória, Vasco e Coritiba.

Para o São Paulo, não foi apenas mais uma simples eleição de presidente do Clube dos 13.

Juvenal Juvêncio foi eleito vice-presidente da entidade. Ou seja, o clube se colocou, oficialmente, em oposição aos interesses da CBF.

Resta saber quais consequencias isso trará em relação à escolha do Morumbi para a Copa de 2014, eis que a CBF tem grande influência na escolha das arenas.

E a batalha já começou.

Segundo o matutino “O Estado de SP”, em sua edição de hoje, a FIFA teria descartado a utilização do Morumbi para a Copa.

Noticia o jornal que um alto executivo da entidade, que, contudo, não teve o nome revelado, afirmou que a entidade vetou a utilização do estádio.

Indago, apenas, como a entidade poderia vetar o estádio, se o novo projeto, com as últimas exigências, será apresentado apenas no próximo dia 15?

Tamanho o absurdo, que a tal notícia foi prontamente negada pela entidade. Segundo nota, a FIFA ratifica o que foi dito no mês passado, que o estádio está pronto para receber partidas até as oitavas de final, tendo que realizar melhoras para abrigar a abertura e jogos das semi-finais.

Publicar notícia assim, é fácil!

Vejo a referida matéria como mais uma forma de retaliação da CBF ao apoio de Juvenal Juvêncio à candidatura de Fábio Koff.

O primeiro sinal veio a algumas semanas, quando Ricardo Teixeira, do nada, afirmou que o projeto do Morumbi não atendia às exigências da FIFA.

Não estou aqui afirmando que o projeto do Morumbi será aceito. Claro, pode ser que a FIFA não aceite.

Mas o importante é esclarecer que, neste momento, não há absolutamente nada de oficial quanto ao assunto.

O clube apresentará o novo projeto no dia 15, onde, segundo se afirma, foram atendidas as exigências para sediar o jogo de abertura e uma semi-final.

Apenas aí poderemos ter algo concreto e oficial em relação à utilização do estádio.

Por enquanto, tudo é apenas declaração de um “alto executivo”!

Aurélio Camargo

aurelio.camargo@blogdotrio.com.br

Siga-me no Twitter: http://twitter.com/aureliocamargo

 

 

 

 

 

Anúncios

Responses

  1. 1 – O SPFC apresentou uma série de projetos de reformas medíocres, amadorísticos. Se não fosse o poder público, principalmente o municipal, bancando forte, já teria sido vetado para a Copa há muito tempo.

    2 – Se não bastassem as dificuldades em se adequar o Morumbi para a Copa (devidas a problemas estruturais), o Juvenal encasquetou em manter a famigerada pista de atletismo do Morumbi, o que torna ainda mais complexa, se não impossível, a tarefa de adequar o estádio ao que determina a FIFA.

    3 – Se o São Paulo foi amador na parte técnica, também foi na parte política. Comprou briga com o Corinthians; adotou um discurso prepotente contra os rivais; foi desrespeitoso com as cidades sedes que “ousaram” se oferecer como alternativa para a abertura do Mundial; e a gota d’água, que foi confrontar Ricardo Teixeira (a quem vinha apoiando há tempos) na eleição do Clube dos 13.

    Em suma: a matéria do Estadão faz todo o sentido. E o desmentido da FIFA não deve aliviar aqueles que acreditam no Morumbi na Copa, pois deve ter ocorrido apenas porque o veto ao Morumbi foi divulgado de modo não-oficial, devido à indiscrição da fonte do Estadão. A vinda de Jerome Valcke ao Brasil nos próximos dias deve, ao que tudo indica, por fim ao sonho sãopaulino de ter o seu estádio como palco, mesmo que secundário, da Copa de 2014.

    Política? Interesses econômicos escusos? Provavelmente. Mas, principalmente, incompetência da atual diretoria do SPFC.

    Roger,
    Não vejo assim.
    O projeto original, do Rui Otake, era, de fato, amador.
    Mas depois, todas as exigências da FIFA foram atendidas.
    Qto às obras do poder público, estas fazem parte do projeto e são de responsabilidade do poder público.
    Ambos (clube e PP) tem de fazer sua parte!
    Abraços

  2. Independentemente do Morumbi ser ou não ser escolhido… foi uma péssima escolha do Juvenal hein?

    Foi brigar com o dono da bola…

    Será que não dava pra deixar a divergência política pra daqui a três anos não?

    Blefe,
    A princípio, ta´mbém tendo a pensar assim.
    Contudo, não podemos esquecer que o JJ é uma raposa velha… Não é iniciante no assunto!
    Abs,

  3. Ja diantando o problema das taças da bolinha…
    O são paulo devia dividir a taça no meio, entregar metade para o Flamengo e fazer um festival no morumbi, convidando flamengo e Sport para jogarem um mini torneio durante a copa do mundo.
    LEia minhas argumentações abaixo:
    A CBF quer nitidamente dividir os clubes que ousaram contrariá-la. O São Paulo vai sofrer um enorme desgaste com essa estória da taça das bolinhas e, sinceramente, é só mais um troféu para a nossa sala.
    Não acho que o São Paulo deva entregar a taça ao flamengo primeiro porque, por direito, juridicamente falando, ela é do São Paulo. Segundo que isso vai criar animosidade com os simpatizantes do Sport e torcedores do nordeste em geral. Também não acho que fazer um réplica seja boa idéia pois, réplica por réplica, cada time que ganhou algum campeonato brasileiro desde que a taça das bolinhas foi instituída já tem um réplica da mesma.

    Minha sugestão é dividir a taça ao meio e entregar metade para o Flamengo num festival, aos moldes antigos, onde teríamos alem do Soberano e o Flamengo, a presença do Sport, demonstrando que os clubes estão unidos contra o coronelismo Teixeriano. Sempre que uma pessoa entrasse na sala de troféus do Soberano ou do Flamengo, se lembraria da união dos clubes e do coronelismo da CBF.
    O São Paulo fortaleceria sua marca, que a CBF quer enfraquecer. O Flamengo receberia metade da taça e Sport sempre será lembrado pelo seu título.
    Quando o viajava acompanhando o São Paulo pelo Brasil, sempre éramos bem recebidos pela torcida do Flamengo e do Sport. Ano passado, na final da copa do Brasil entre Frangas e Sport ví bandeiras da Independente no meio da torcida do Sport, logo, creio que ainda exista um clima favorável entre as torcidas.

    Mandemos as favas a FPF e a CBF que estão trabalhando 24 horas por dia para dificultar os empreendimentos do SPFC.

    Jodecir,
    Por mim, que entreguem a tal taça para o Flamengo.
    Nossos 5 títulos foram conquistados no campo, sem *!
    Já os deles…..
    Abração,
    Aurelio


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: