Publicado por: Blog do Trio | 25/03/2010

Caem as máscaras

 

Amigos do Trio,

Se a economia é a ciência da administração da escassez, a política é a arte da compatibilização dos interesses.

Essa semana, tem tomado grande parte do noticiário da TV e do rádio a aprovação do projeto de lei que proíbe a realização de jogos de futebol a partir das 23:15h, salvo por motivos de força maior, na cidade de São Paulo.

Tentando evitar um desgaste político com a maior emissora de TV do país, em ano eleitoral, o Prefeito Gilberto Kassab quebrou o protocolo legislativo e convocou uma audiência pública para se discutir o projeto, apesar de já aprovado.

Mais que uma atitude legislativa equivocada, o Prefeito, ao fazer tal convocação, mostrou o seu desespero.

Os vereadores de São Paulo tiveram uma atitude corajosa ao aprovar esse projeto.

Agora a decisão cabe a Kassab que ficou sem ter opção.

Se sanciona a lei, cai em desgraça com a Globo; se exerce seu poder de veto, arca com o custo político de mostrar à população que não está nem aí para a sua segurança.

Em ambas as hipóteses, o desgaste político é inevitável, daí sua última tentativa de demover os vereadores dessa idéia, engavetando o projeto e dividindo com eles a responsabilidade pela inércia providencial aos interesses Globais.

O fato é que ninguém está nem aí para o torcedor.

Os clubes vendem-se às TVs pelo preço das cotas de transmissão.

A TV coloca os jogos na hora que bem lhe entender, desconsiderando as condições climáticas e de segurança, tanto dos atletas quando dos torcedores.

Não foram poucas as vezes que me dirigi ao Palestra Itália nos meses de junho, julho e agosto, saindo após a partida com temperaturas próximas aos 10 graus.

Sempre volto caminhando para casa.

Essa é minha sorte, triplamente.

Primeiro porque passo frio por menos tempo, segundo porque não dependo de condução para retornar e terceiro porque permaneço pouco tempo na rua em horário de risco.

Mas essa não é a realidade da maioria dos torcedores.

Próximo à meia noite a oferta de meios de transporte é reduzida.

As ruas de tornam mais desertas e perigosas.

O frio é mais intenso.

E além de tudo isso, até chegar em casa, o torcedor não tem tempo de dormir as horas mínimas necessárias para levantar e ir trabalhar, no dia seguinte, com saúde.

Seria cômica, se não fosse trágica, a fala do Presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, ao dizer que quem tem que trabalhar no dia seguinte não deve mesmo ir a um jogo nesse horário.

Pergunto, então: que não precisa trabalhar?

Bom, melhor não responder senão vou ser processado….

Fora isso, houve ainda a ameaça de que os clubes brasileiros serão punidos pela Conmebol.

Meu Deus, todos sabem que sem o Brasil não há nada; Libertadores, Sulamericana, Eliminatórias, Copa do Mundo, etc…

É incrível a que ponto chega o descaramento humano em dizer bobagens para defender os interesses alheios.

Só fico pensando, o que seria dos times, das transmissões de TV, dos clubes, se não fossem os torcedores?

Como já cantou Caetano: “alguma coisa está fora da ordem, fora da nova ordem mundial”.

guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

 http://twitter.com/guirmmendes

Anúncios

Responses

  1. E ai Guilherme, tudo blz.
    Concordo com sua opiniao, mas também devemos ver o outro lado da moeda, e entenda bem, sou contra esses horários loucos que assolam nosso esporte bretão. Mas e o outro lado, digo, quem paga essa conta, além é claro do torcedor. Seja sinsero, se vc é patrocinador do evento não colocaria seus requisitos….. A verdade é a seguinte, quem paga tem direito….. agora se os contratos estão mal assessorados o jeito é brigar com o próprio clube.

    Caro Cleber,

    Concordo plenamente. Os clubes devem procurar receitas alternativas para não ficarem reféns das TVs.

    Abraços………….

    Guilherme Mendes.

  2. O metrô não diminui após meia-noite, ele encerra sua atividades….

  3. Guilherme,

    Excelente texto!

    Triste ver que os meandros da política permitem que esta se volte contra os interesses da maioria… Quando nosso querido futebol vai se livrar dos grilhões da Globo?

    Grande abraço!

    Caro Avelar,

    Acredito que só haverá liberdade o dia e que não houver uma única fonte de financiamento que responda pela maioria das receitas.

    Abraços………………

    Guilherme Mendes.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: