Publicado por: Blog do Trio | 02/03/2010

Show na Vila!

Nação Palestrina,

Depois do clássico do último domingo, a questão do limite das “brincadeiras” em campo voltou à tona.

O Santos tem sido, na última década, a única boa surpresa que o futebol brasileiro tem nos proporcionado.

Depois do Palmeiras de 1996, a primeira edição dos Meninos da Vila na década, em 2002 e 2003, trouxe de volta a alegria ao campos e o desejo de assistir a um espetáculo de futebol.

Na época, Robinho, Diego, Renato, Alex e cia devolveram a beleza ao jogo.

Agora em 2010 o Santos ressurge com essa garotada que voa baixo.

Dá gosto ver o time jogar, com toques rápidos, velocidade extrema, dribles desconcertantes e, sobretudo, alegria, muita alegria.

Tal qual Robinho fora, Neymar é o expoente dessa geração, que tem ainda Paulo Henrique, André e Wesley.

No entanto, é evidente que falta equilíbrio ao Santos.

Mesmo com dois jogadores a mais, o time peixeiro atacava inconsequentemente, deixando o sistema defensivo vulnerável.

Não fosse a infelicidade de Tcheco, o joga terminaria empatado.

Não tenho dúvidas de que o Santos tem mais qualidade técnica que qualquer dos times de São Paulo.

Contudo, só isso não é suficiente para vencer.

O Corinthians que, enquanto equipe, é melhor estruturado, conseguiu se defender e quase chegou ao empate, apesar da desvantagem numérica.

De feio ficou apenas a reclamação corinthiana.

O fato é que se trata de uma cortina de fumaça para apagar o mau futebol apresentado pela equipe até então.

Ronaldo reclamou do esquema tático e é nítido que o time não flui com consistência.

Daí a se imputar um pretenso desrespeito por parte dos garotos santistas, acho que há uma diferença muito grande.

Quem tem habilidade vai utilizá-la para desconcentrar o adversário que, por sua vez, por ter mais experiência, vai usar da intimidação para vencê-lo.

Exceção feita ao segundo amarelo dado a Roberto Carlos, entendo que a atuação do árbitro foi satisfatória, não havendo maiores prejuízos para nenhuma das equipes.

Ao invés de reclamar, se fosse o time corinthiano, gastaria meu tempo treinando.

Já aos santistas, que continuem alegres, mas com um pouco mais de seriedade, algo plenamente compatível.

guilherme.mendes@blogdotrio.com.br

Anúncios

Responses

  1. O árbitro inverteu muitas faltas durante o jogo, mas essa não foi a causa da derrota.

    O que não pode acontecer é a imprensa exaltar um sinal de desrespeito, como o que o Neimar fez fora do lance.

    Se fosse com bola rolando não teria problemas, assim como fizeram Madson, Wesley e André. Apesar de que aquelas “pedaladas” com a bola parada e depois passe pra trás, pra mim é ridículo (dá pra ver pela cara do Roberto Carlos que ele também acha isso).

    Porque a imprensa não deu pro Neymar o mesmo tratamento que deu para o Edilson quando ele fez aquelas embaixadinhas?

    Caro Blefe,

    Mas o Neymar foi punido. Quanto à imprensa, creio que isso aconteça pois ele é a novidade da vez.

    Abraços………….

    Guilherme Mendes.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: