Publicado por: Blog do Trio | 02/03/2010

Fisgados pela boca!

Nação Corinthiana,

Vencer o Timão deve ser uma sensação fora do comum mesmo.

Somente a euforia por vencer um clássico contra o maior rival, bem como o assédio da imprensa, pode explicar certas declarações infantis e impensadas dos jogadores do Santos.

Após mostrar toda a sua habilidade em campo, e como se tivesse acabado de conquistar um título, Neymar inflou o ego diante dos microfones, ressaltando sua própria ousadia em contraponto ao então vilanizado Chicão, que teria ameaçado agredir-lhe em campo.

Ao meu ver, o jovem santista errou ao trazer para a sala de imprensa as discussões que ocorrem durante os 90 minutos da partida, quebrando o código de conduta entre atletas e expondo desnecessariamente um companheiro de profissão.

Se Neymar pretendia apresentar-se como apenas um jogador caçado dentro de campo, em razão de seus dribles, Paulo Henrique Ganso mostrou que os “Meninos da Vila” não são tão inocentes quanto se pregou na imprensa.

Ganso fez jus ao apelido quando admitiu à Rádio Eldorado que agrediu propositalmente Ronaldo, logo no início da partida, com o intuito de impor-se em campo.

- A entrada no Ronaldo foi para dar uma acordada nele. Para dizer "você não está no Pacaembu, está na Vila Belmiro". Foi de propósito.

Ao apresentar tal declaração, Paulo Henrique se jogou na vala comum dos demais atletas, exaltando uma atitude que vai de encontro com todo o discurso de “futebol alegre” pregado por seus companheiros de equipe.

O mais irônico é que a vítima de sua “paulistinha” tenha sido Ronaldo, um ícone mundialmente reconhecido justamente por seus dribles, por suas arrancadas e por sua técnica fora do comum.

Só podemos esperar que o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo atue de forma coerente, julgado o jogador em razão de uma declaração tão irresponsável e anti-desportiva, que abertamente exalta a violência gratuita como um meio para conseguir o respeito do adversário.

Tanto a declaração de Ganso quanto a de Neymar somente demonstram que, cada vez mais cedo em nossos atletas, a vaidade está anos-luz à frente do discernimento.

fabio.sallum@blogdotrio.com.br

http://twitter.com/FabioSallum

Anúncios

Responses

  1. Sem surpresas para mim. Apenas corrobora o meu comentário de ontem.
    Não se pode esperar atitude diferente de quem fez o que fez domingo.
    Apenas uma observação…..quando disse que alguém deveria por os pés de Neymar no chão, era a isso que me referia, e não aos dribles durante a partida.

    Fábio Sallum: Isso sim, Letícia.

    Os meninos jogaram bem, mas precisam se situar dentro do futebol brasileiro.

    Ainda não ganharam nenhum título como profissionais e já estão com o ego lá em cima.

    Neste sentido sim, é preciso colocar os pés no chão.

    Abraços!

  2. Saudades de Jesus Christian!!!
    O único que jamais poderia ter saído no ano passado.
    Com ele em campo, esta molecado iria pipocar de novo, assim como pipocaram na final do Paulista.

    Campanha Volta Jesus Christian já!!!

    Fábio Sallum: Certamente, Christian não ía deixar Neymar & Cia pintar e bordar no meio-de-campo.

    Eu gostaria muito de vê-lo de volta ao Timão, mas Christian não está nos planos da diretoria no momento.

    Já temos Ralf e Marcelo Mattos, sendo este último homem de confiança de Andrés.

    Esperamos que Christian retorne num futuro próximo!

    Abraços!

  3. Pois é Fábio,

    O Timão jogou mal, o Mano errou taticamente e… os “anti-corinthianos” de plantão e a imprensa esportiva que vive de falar besteiras (e de audiência, é claro) se divertiram… nós aguentamos, afinal, estamos acostumados a rivalidade… e o Santos comemorou e comemorou muito (foi um titulo?)

    Mas que mancada! Deixaram escapar essa pérola do Ganso. Por essa eles não esperavam. Nem a imprensa… Que saia justa, heim? E o pior…tá gravado!

    Aqui e Santos, um jogo contra o corinthians é o equivalente a um final de campeonato. Portanto, por mais que afirmem que foi futebol “arte”, eu, como moradora santista, corinthiana e vizinha da Vila, teimo em discordar. Os caras exageraram nas gracinhas dentro e fora de campo.

    Acredito nos jogadores do Corinthians, só não posso aceitar que eles entrem despreparados tática e emocionalmente para isso. O corinthians é maior e precisa trabalhar muito ainda. Não deve dar a audiência que a diretoria do Santos e a imprensa tanto desejam com o assunto. É gastar energia e não enxergar os próprios erros.

    abs,
    Priscila

    Fábio Sallum: Puxa, Priscila!

    Imagino que ontem deve ter sido feriado em Santos, depois da vitória no clássico.

    Concordo integralmente com as suas palavras.

    O elenco do Corinthians é muito qualificado e superior a qualquer outro do Estado, quiçá do país.

    É inadmissível que jogadores tão experientes, comandados por um técnico considerado top no futebol nacional, se deixem envolver tão fácil pelos meninos do Santos, apresentando-se excessivamente nervosos em campo.

    Temos que olhar para nossos próprios erros e procurar saná-los o quanto antes.

    Enquanto a molecada comemora a vitória como um título, temos que nos preocupar com o próximo embate da Libertadores, onde nossa equipe será colocada à prova na altitude de Bogotá.

    O troco vem nas finais do Paulista.

    Abraços!

  4. AS MENTIRAS QUE SUSTENTAM A ESDRÚXULA CANDIDATURA DO MORUMBI À COPA NÃO ENGANAM MAIS NINGUÉM.

    NEM OS SÃOPAULINOS ACREDITAM MAIS NELAS.

    DO BLOG DO (SÃOPAULINO) RICA PERRONE:

    01/março

    A polêmica Morumbi

    A polêmica Morumbi x FIFA continua. Toda semana o SPFC diz que está “tudo bem”, e a FIFA diz que não. Toda semana alguém insinua que é questão de grana, outros afirmam ser “esquema” pra ajudar não sei quem.

    Fato é que o Morumbi tem problemas. E, se quiser sediar os jogos que pretende, precisa melhorar. Internamente, no clube, também há muita cobrança de conselheiros sobre o tema. E o blog teve acesso a elas.

    O maior problema do estádio, segundo a FIFA disse ha alguns meses, é a área externa. Existem vários, mas esse é um dos maiores, já que a solução é quase impossível garantir.

    Em fotos, fica notável o espaço em volta dos estádios cotados para jogos maiores e o espaço do Morumbi.

    Enquanto a maioria deles tem lugar pra andar em volta, o Morumbi tem calçada e casas. A área que mostra na foto é o clube, e portanto, não dá pra usar. Derrubar as casas todas não depende do SPFC, logo, não há garantias.

    Veja:

    Morumbi

    Beira-Rio

    Maracanã

    Fonte Nova

    Fica bem claro o problema do espaço. O Morumbi termina na calçada, a metros do estádio. Os demais tem uma área bem maior em volta, que prometem reformar e deixar para circulação do torcedor na Copa.

    Mas, além disso, existe a cobrança interna.

    O clube está rachado. A oposição está rachada. E isso é tema para outro post.

    Sobre o Morumbi, enviaram a seguinte carta ao presidente Juvenal Juvencio, ainda sem resposta.

    – – – – –

    EXMO. SR. PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO DO

    SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

    Os Conselheiros que este subscrevem, nos termos do disposto no Estatuto e no Regimento Interno, vêm, mui respeitosamente, REQUERER informações sobre as questões abaixo expostas, alusivas à perspectiva de reformas a serem procedidas em nosso Estádio Cícero Pompeu de Toledo, objetivando sediar jogos da Copa do Mundo no ano de 2014 :

    1) Em notícia publicada no site do Clube, http://www.spfc.net/news, na edição do dia 10 deste mês, sob o título: “Morumbi é candidato a abertura da Copa”, foram, em síntese, prestadas seguintes informações:

    “O São Paulo considerou um sucesso a apresentação do novo projeto do Morumbi à Fifa nesta terça feira em Zurique. Segundo o Diretor de marqueting do Clube, Adalberto Baptista, o estádio passou de reprovado a apto, até para a fase de mata-mata da Copa do Mundo de 2014. O estádio não só está habilitado para a abertura da Copa de 2014, como se tornou candidato a uma das semifinais, disse o dirigente.”

    2) No dia seguinte, 11/02, o mesmo site, sob o título “Feliz por avanço do Morumbi, Juvenal ironiza Brasília, BH e até o Rio”, destacou. “Satisfeita, a entidade (FIFA) sinalizou que o local pode receber uma das semifinais da Copa do Mundo de 2014 e, automaticamente, deu força ao clube na intenção de receber a abertura do evento. Pior para Brasília e Belo Horizonte, que foram ironizadas pelo presidente do Tricolor, Juvenal Juvêncio:- Nós estamos caminhando fortemente nesse processo. Todos os comentários, até agora, fizeram parte de um lobby. Brasília queria construir um estádio para 70 mil pessoas, quando a média de público lá é de 5 mil. Mas agora, na situação em que está, o Arruda, colocou água em seu projeto, ironizou o mandatário sãopaulino. . . . . .Recentemente, eu estive em, Belo Horizonte e. quando fui comer no hotel, reparei que o cardápio dizia ser o único cinco estrelas da cidade. Como que uma cidade que pretende receber a abertura da Copa do Mundo tem apenas um hotel de 5 estrelas, acrescentou o presidente tricolor . E, mais adiante ainda afirma: “O prazo para o início das obras nos estádios brasileiros da Copa do Mundo é 1º de março. No caso do Morumbi, o São Paulo já começou a fazer algumas ações. Mas nada grande ainda. Segundo o presidente, o cronograma será cumprido.”

    3) Tal noticiário foi amplamente difundido e comentado pela mídia, merecendo regozijos e satisfações de sãopaulinos, mas também desconfianças de que se tornara mais difícil o Morumbi sediar o jogo de abertura, pois a Fifa teria se referido apenas a uma das semifinais.

    4) Na última 6ª Feira, dia 19, o mesmo site, sob o título: “Fifa, de novo, critica a utilização do Morumbi na Copa do Mundo de 2014”, foi reproduzida entrevista ao jornal “O Estado de São Paulo”, do secretário geral Jérôme Valcke, em que afirma: “O campo do São Paulo não tem condições de abrigar um jogo de semifinais do mundial e muito menos receber a abertura do torneio. . . .Não há como ter abertura lá e nem semifinal. . . .Ou há o compromisso de por dinheiro em um projeto ou a maior cidade do Brasil não terá jogos grandes. Se for investimento público ou privado, não cabe à Fifa decidir.” E mais adiante, concluiu: “O Secretário avisou que uma posição final deverá ser tomada até o início de 2012. O São Paulo tem dois anos para se adequar e, ai sim, convencer a Fifa”.

    5) Preocupam-nos os fatos seqüentes e constantes que demonstram crescentes incompatibilidades de clubes de São Paulo, como Corinthians, Palmeiras e Santos, assim como as entidades FPF, a CBF e a própria FIFA, através de conhecidas manifestações de seus dirigentes, que vêm criticando nosso São Paulo Futebol Clube e mostrando-se contrariados por atitudes tidas como personalistas, irônicas, arrogantes e depreciativas, o que acaba de se repetir com relação às cidades que também pretendem sediar a abertura da Copa de 2014. Fatos dessa natureza, evidentemente, só podem dificultar nossas justas pretensões de atrair aliados na busca de a cidade de São Paulo sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014, no Morumbi.

    6) Até por que não há de se pensar em evento dessa grandeza fora de São Paulo, na medida em que parece já ter sido decidido pela FIFA que o encerramento da Copa ocorrerá no Maracanã, mesmo sem a exigência de, sequer, terem aprovado oficialmente seu projeto de reforma do estádio, com exigências equivalentes às feitas ao Morumbi.

    7) Por sua destacada e incomparável importância empresarial, econômica, social, política e desportiva no cenário nacional e internacional, a abertura da Copa não pode ser cogitada fora da cidade de São Paulo e o único estádio condigno é o Morumbi. O próprio equacionamento empresarial e econômico desse evento, talvez o espetáculo de maior movimentação financeira do mundo, não poderia buscar outro local. Daí não devamos permitir que se agravem eventuais incompatibilidades ou que fatos menores, ou atitudes mal posicionadas, criem dificuldades para essa solução absolutamente natural, ou seja, o Morumbi sediar a abertura desse incomparável acontecimento.

    8 ) Face ao exposto, os Conselheiros abaixo assinados vêm requerer as seguintes informações à Presidência da Diretoria do Clube, a serem prestadas na forma estatutária, perante o E.Conselho Deliberativo

    a) Qual a versão final, com memoriais explicativos, que o SPFC apresentou à FIFA, para adequação do Estádio do Morumbi às exigências da entidade, objetivando sua qualificação para sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014?

    b) Qual a estimativa de custos para a realização e conclusão das obras previstas, com respectivo cronograma físico financeiro?

    c) Quais as etapas já cumpridas e a cumprir da apresentação desse projeto à FIFA e quais pronunciamentos oficiais da FIFA já havidos nesse processo, a par dos divulgados pelo site do Clube?

    d) Quais obras e serviços já foram recentemente realizados no Morumbi em função de tais adequações? Qual o montante de recursos envolvidos, já realizados ou comprometidos?

    e) Qual será o critério para a contratação das obras? Serão por etapas? Há processo licitatório?

    f) Dentro das previsões de custos para esse fim, com quais recursos e suas fontes o Clube pretende contar para a consecução das obras e instalações?

    g) Há no projeto previsão de extinção ou deslocamento de cadeiras cativas?

    h) Se não houver prévia confirmação da FIFA de que, desde que cumpridas as exigências, a abertura da Copa do Mundo de 2014 será no Morumbi, o Clube pretende realizar o enorme investimento de recursos sem tais garantias?

    i) A CBF mantém contatos oficiais com o Clube sobre essas exigências e compromisso de realização da abertura do evento no Morumbi. Em caso positivo, quais?

    j) Qual a previsão de submeter à aprovação do Conselho Deliberativo os atos previstos nos artigos 50, inciso “j” e 86, parágrafo 2º do Estatuto Social, relativamente a esses fatos?

    Termos em que, pede deferimento

    São Paulo, 22 de fevereiro de 2010

    – – – – –

    Enfim, a encrenca é por ai.

    De um lado a FIFA não aprova o Morumbi para grandes jogos. De outro, a diretoria diz que garante o estádio na semi e na abertura.

    A oposição cobra. A situação não responde algumas destas dúvidas, como por exemplo a das cativas, que muito interessa a milhares.

    E assim vai. Até que alguém resolva falar a verdade, coisa que duvidamos por conhecermos o futebol…

    http://www.ricaperrone.com.br/2010/03/a-polemica-morumbi/

    Fábio Sallum: Não esperem respostas a esses questionamentos por parte da diretoria do São Paulo.

    Eles vão empurrar o problema com a barriga até não restar outra alternativa na cidade.

    E, enquanto o São Paulo terá seu estádio reformado com dinheiro público, teremos que nos contentar com algumas poucas partidas da primeira fase da Copa.

    Simplesmente vergonhoso!

    Abraços!

  5. Nada disso me surpreende.
    São bons de bola, mas tem o cérebro menor que uma ervilha. Já estão deslumbrados.

    Com certeza terão o mesmo destino do Robinho: brigas com diretorias, vão para a Europa, não terão estrutura para se firmarem no futebol de lá, brigarão de novo, sairão por baixo e voltarão ao Time dos lambaris num futuro próximo dizendo que retornaram ao time do coração.

    Lembre-se dessa minha profecia e me cobre.

    Quem viver, verá!

    Fábio Sallum: Realmente é uma pena ver garotos tão deslumbrados assim.

    Não sou muito de previsões, mas suas palavras têm grande chances de se tornarem realidade.

    Nada como um dia após o outro.

    Abraços!

  6. E O CHORORO CONTINUA….PARTE DOIS…KKKKK

  7. E ai Fabio td blz.
    Perder um clássico sempre da dor de cabeça……
    Em relação ao jogo de domingo, tbm não concordo com algumas das declarações ditas pelos “meninos”, mas dentro de campo a situação é outra.
    Ao meu ver o timão só não foi goleado por que os meninos mais brincaram que jogaram, falta alguma coisa ao timão que ainda não sabemos, pode ser interno, pode ser a diretoria, ou exesso de confiança do grupo, mas o fato é que o time não vem jogando bém, não consegue fazer uma jogada pelas laterais, R. Carlos ainda não estreiou, e o time insiste em jogar pelo meio. Sinceramente Fabio, acho que timão deveria se preocupar mais com sigo mesmo e dar menos explicações….. a atitude do Ganso (que não houvi ainda a declarção) é lamentavél, até parece que estamos nos anos 60.

    Fábio Sallum: Realmente faltou objetividade aos jovens jogadores do Santos.

    Assim como tem faltado futebol ao Corinthians.

    Não adianta ficar se escondendo atrás de desculpas ou explicações.

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: