Publicado por: Blog do Trio | 25/11/2009

Por que o vento que bate lá, não é o mesmo que bate cá?

Nação Tri-Mundial,

Quanto não ouvimos ao longo deste ano toda a ladainha de que o Morumbi não atendia às exigências da FIFA, que era um estádio ultrapassado, um “elefante branco”, que ficava no Jardim Leonor, etc.

Como colocado, parecia que os projetos Brasil a fora eram perfeitos, excelentes, e que apenas o do Morumbi não prestava.

A imprensa em geral, não sei motivada por quais interesses, sempre fez questão de ressaltar com letras garrafais as reprovações da FIFA ao projeto do Morumbi (que, de fato, ocorreram).

Mas, estranhamento, nunca se falou dos demais.

E eu sempre batendo na tecla de que, se o nosso projeto não era bom (como, de fato, para a FIFA não era), os outros também não eram essa maravilha toda, isso para não falar de quem nem projeto concreto tinha.

Natal, como exemplo, ainda briga para desapropriar a área onde será construído o estádio.

O mesmo exemplo é o do Rio de Janeiro, com o Maracanã.

Único postulante a fechar o mundial, o Estádio Mário Filho sequer possui um projeto apresentado à FIFA.

Conforme exposto por Eduardo Arruda, no “Painel FC” do Jornal Folha de São Paulo de hoje, o comitê organizador local tinha a intenção de realizar “poucas” obras no estádio, apenas “para correção de alguns poucos problemas operacionais e adequação ao caderno de encargos da Fifa, com mudancas mais visíveis no seu entorno imediato e no interior do estádio

Entretanto, segundo apurado pelo matutino, a FIFA não aceitará apenas reformas para “maquiar” o estádio, mas, sim, profundas reformas estruturais, o que, agora, obrigou o comitê local a se mexer.

Não estou aqui defendendo o Morumbi e atacando as demais praças esportivas.

O que me revolta, é que colocaram o Morumbi como o pior estádio do Brasil, como o único que não tinha condições de ser sede da Copa do Mundo, enquanto os demais seriam excelentes arenas, ao estilo Europeu, onde uma simples “mão de tinta” resolveria tudo.

Agora, começamos a ver que a coisa não é bem assim.

Pergunto, se o Maracanã, estádio que passou por profundas reformas em 2007 ainda é carecedor de tantas outras, qual será, então, o estado do Mineirão, praça também postulante à abertura do Mundial, e que a grande reforma sofrida foi a colocação de assentos nas arquibancadas?

Aí ninguém fala.

Aí ninguém faz montagem jocosa.

Bom, talvez pois em Belo Horizonte ou Rio de Janeiro não exista a possibilidade/interesse de se construir um novo estádio com o dinheiro público.

Não sei a resposta.

Sei, apenas, que o vento que bate lá, não é o mesmo que bate cá!

E aguardem, pois muito mais coisa vem por aí!

Aurélio Camargo

aureliocamargo.blogdotrio@gmail.com

http://twitter.com/aureliocamargo

 

 

Anúncios

Responses

  1. /////////////////////////////////////////////////////////////

    SAO PAULINO AURELIO O MUNDO E UMA MERDA
    ISSO POR QUE O BICHO ¨¨HOMEM¨¨ O GOVERNA
    SE FOSSE OS ANIMAIS,SERIA UMA MARAVILHA
    POR QUE ATE A COBRA SO ATACA PRA SE DEFENDER, A INVEJA E UMA MERDA…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: